Programa de Festas

Março 18, 2009

Onda Jazz e I.F.P. apresentam “Two”

Filed under: concerto,jazz — profestas @ 4:29 pm
Tags: , , ,

O Onda Jazz e o I.F.P. apresentam, nos dias 20 e 21 de Março pelas 23h30, o duo “Two”, constituido por Rémi Panossian no piano e Julien Duthu no contrabaixo.

“Two” é um duo bastante sólido. É uma música que vive de toda a força da juventude, bem ancorada na Nova Iorque do passado, virada para o mundo de amanhã.Dois jovens músicos, que interpretam as suas próprias composições, um Jazz moderno suficientemente livre e criativo, com um talento louco. É fascinante duma ponta a outra.

Com um indiscutível domínio instrumental, este duo oferece-nos uma visão do Jazz generosa e profunda.

Portanto eles são dois, apenas dois. Uma insolência devido à sua idade, e uma simplicidade que normalmente não se nota em tão jovens músicos: esta é a grande conquista do “TWO”.

Elegantes, límpidos, criativos e charmosos.

Este duo apresenta o seu último albúm no Ondajazz, durante dois dias que irão permanecer na memória de muitos por algum tempo.

Preço dos bilhetes: 6 euros
Reservas: Onda Jazz – 218873064
Site: www.ondajazz.com

Anúncios

Novembro 27, 2008

Aniversario de Ondajazz…4 anos

Apresenta

 Dia 28 (Sexta)
23h30
Aniversário do Ondajazz
4 anos de música e de paixão
Couleur Café
Entrada: 6€

Luanda Cozetti: voz , Thierry Riou: piano, Norton Daiello: baixo
Milton Batera: bateria, Guto Lucena: saxofones

Há mil viagens a fazer à volta de Serge Gainsbourg. A riqueza da sua obra encontra-se tanto nas letras como nas músicas.
Gainsbourg, a sua música, a sua provocação e a sua sensibilidade. A suas palavras duras, as suas palavras ternas, as suas diferenças e indiferenças…
As suas ideias fortes, o seu ambiente e, por trás de todas as suas músicas, os seus gritos de revolta. Em cada canção, encontramos uma história, como num filme.É o que propõe “Couleur Café”, o tempo de uma noite, fazer ressurgir a força das suas palavras ou jogos de palavras.
Uma viagem de sensibilidade que chega pela voz de Luanda em melodias nas quais “Couleur Café” pôs o seu toque pessoal para vos convidar para a viagem.

Luanda Cozetti (voz) e Norton Daiello (baixo) de Couple coffe entram na dansa com Thierry Riou no piano, Guto Lucena nos saxofones e Milton Batera na bateria para uma noite nascida sob o signo da côr… café.

Reservas
OndaJazz: 218 873 064

Novembro 12, 2008

Ondajazz esta semana

Inspirados na tradição mais recente de grandes orquestras internacionais do Jazz moderno como a Maria Schneider Orchestra (que durante vários anos actuou todas as semanas no extinto Visiones em Nova Iorque ) e a incontornável Village Vanguard Orchestra (que continua a poder ser ouvida todas as segundas-feiras no Village Vanguard), a Reunion Big Jazz Band e o OndaJazz assumiram o desafio de oferecerem todas as terças-feiras à cidade de Lisboa uma hora de pura energia com os sons contagiantes do melhor repertório para big band.

Um corpo de 17 músicos com experiências muito diversas e um espectro de idades invulgarmente alargado, dirigido pela mestria de Claus Nymark, consagrado músico do Jazz português. qualidade musical aliada à alegria e ao entusiasmo de fazer Jazz em orquestra.

Venha retemperar as suas energias!

Esqueça a sua rotina diária entre as 22:30h e as 23:30h de terça-feira, vá para casa com o espírito leve… e tenha a noite mais bem dormida da sua semana.

Todas as quartas-feiras, o Ondajazz, em parceria com a RDP Africa, abre o seu palco, permitindo a revelação de novos alentos em áreas tão diversas que abrangem o universo da dança, poesia, jazz, hip hop, fusão, bossa-nova, entre muitas outras…As emissões acontecem em directo entre as 23h00 e a 1h00, conduzidas pelo já habitual “Triângulo”, composto pelos músicos Thierry Riou (piano), Carlos Massa (baixo), e Milton Batera (bateria) … Se tiver uma palavra a dizer ou uma nota a tocar, não hesite, o nosso palco está aberto para si, todas as quartas-feiras.

Faça a sua inscrição através do nº 919184867.

Dia 13 ( Quinta) 23H00
Entrada :6€
Ze Maria Quarteto

Ze Maria: saxofone,Filipe Melo: piano, Andre Carvalho: contrabaixo, Alexandre Alves: bateria

Dias 14 e 15 (sexta e sábado ) 23H30
Entrada :7 €
Pierre Anckaert trio
No quadro da semana cultural da Bélgica
Hendrik Vanattenhoven – contrabaixo, Guy Nikkels – Guitarra, Pierre Anckaert – Piano

Pierre Anckaert toca jazz contemporâneo agitado com uma abundância de misturas de Latim clássico e radioso. Espera-se uma espécie de jazz moderno em camadas confusas, variando entre temas simples e solos virtuosos. Ou, citando o jornalista belga Karel Van Keymeulen: “Pierre Anckaert toca música jazz com influências cubanas, temas quentes e ritmos contagiantes.”
O seu repertório abrange as suas próprias composições modernas, com claras referências a clássicos Chick Corea e Clare Fisher, Maurice Ravel e Claude Debussy, mas também a mestres latins Gonzalo Rubalcaba e Papo Luca.
Por outro lado, toca interpretações aventurosas do Cubano tradicional e outros modelos. E, com o seu trio visto como um suporte sólido, Pierre está sempre pronto para uma digressão enriquecedora com percussão ou corda.

 

Reservas
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto 
de 20h as 23h00

Outubro 21, 2008

Ondajazz esta semana

Filed under: Uncategorized — Dionisio Leitão @ 8:07 pm
Tags: , ,

 

Dia 21 ( Terça) 22h30
Entrada :6 €
BIG BAND Reunion 

 

 A tradição nova-iorquina das big bands de jazz em lisboa – Reunion Big Jazz Band todas as terças-feiras – 22:30h

Inspirados na tradição mais recente de grandes orquestras internacionais do Jazz moderno como a Maria Schneider Orchestra (que durante vários anos actuou todas as semanas no extinto Visiones em Nova Iorque ) e a incontornável Village Vanguard Orchestra (que continua a poder ser ouvida todas as segundas-feiras no Village Vanguard), a Reunion Big Jazz Band e o OndaJazz assumiram o desafio de oferecerem todas as terças-feiras à cidade de Lisboa uma hora de pura energia com os sons contagiantes do melhor repertório para big band. Um corpo de 17 músicos com experiências muito diversas e um espectro de idades invulgarmente alargado, dirigido pela mestria de Claus Nymark, consagrado músico do Jazz português. qualidade musical aliada à alegria e ao entusiasmo de fazer Jazz em orquestra.

Venha retemperar as suas energias! Esqueça a sua rotina diária entre as 22:30h e as 23:30h de terça-feira, vá para casa com o espírito leve… e tenha a noite mais bem dormida da sua semana.

Dia 22 ( Quarta) 22H30
Entrada livre
Palco aberto  com a RDP África

 

Todas as quartas-feiras, o Ondajazz, em parceria com a RDP Africa, abre o seu palco, permitindo a revelação de novos alentos em áreas tão diversas que abrangem o universo da dança, poesia, jazz, hip hop, fusão, bossa-nova, entre muitas outras…As emissões acontecem em directo entre as 23h00 e a 1h00, conduzidas pelo já habitual “Triângulo”, composto pelos músicos Thierry Riou (piano), Carlos Massa (baixo), e Milton Batera (bateria) … Se tiver uma palavra a dizer ou uma nota a tocar, não hesite, o nosso palco está aberto para si, todas as quartas-feiras! Faça a sua inscrição através do nº 919184867.

Dia 23 ( Quinta) 23H00
Entrada :7€
José Peixoto
El Fad

José Peixoto: guitarra, Carlos Zingaro: violino, Miguel Leiria: contrabaixo, José Salgueiro: percussões

Com base na escrita de José Peixoto que aqui aparece revigorada numa expressão criativa colectiva, este quarteto pratica uma música aberta, enérgica e subtil. É nas zonas de fronteira em que tudo se mistura, dilui e em que se criam e circulam dialectos vários, que podemos encontrar a expressão final da música deste grupo.

Dia 24 ( exta ) 23H30
Entrada :7 €
Sofia Ribeiro

Sofia Ribeiro (voz), Gui Duvignau (contrabaixo e direcção musical), João Salcedo (piano), Leandro Leonet (bateria)

Quarteto Sofia Ribeiro & Gui Duvignau mistura elementos estilísticos da música actual, buscando saciar a sede dos seus integrantes, bebendo ao máximo da infindável fonte que é a música sem categorias. Do jazz traz-se a improvisação e a interacção espontânea entre os músicos. Do clássico, um certo rigor na escrita dos arranjos e das composições originais. A escolha do repertório, por fim, revela um ligeiro “flirt” do grupo com a música popular americana (Erykah Badu, Betty Carter), brasileira (Toninho Horta, Tom Jobim) e portuguesa (Zeca Afonso).

Dia 25 ( Sábado) 23H30
Entrada :7€
Quartet Jorge Moniz

 

Mário Delgado: guitarra, Julio Resende: piano, Carlos Barretto: contrabaixo, Jorge Moniz: bateria

Reservas
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto
de 20h as 23h00

Outubro 14, 2008

OndaJazz esta semana – De 14 a 18 de Outubro

 Dia 14  (Terça)
23H00
Entrada: 6€
SCORE – Some Cats Of Reunion

 

Claus Nymark: trombone, euphonium, Gonçalo Marques: trompete, Francisco Costa Reis : guitarra, Pedro Pinto: contrabaixo, Joel Silva:bateria

Dia 15 ( Quarta) 22H30
Entrada livre
Palco aberto com a Rdp África

 

 Todas as quartas-feiras, o Ondajazz, em parceria com a RDP Africa, abre o seu palco, permitindo a revelação de novos talentos em áreas tão diversas que abrangem o universo da dança, poesia, jazz, hip hop, fusão, bossa-nova, entre muitas outras…As emissões acontecem em directo entre as 23h00 e a 1h00, conduzidas pelo já habitual “Triângulo”, composto pelos músicos Thierry Riou (piano), Carlos Massa (baixo), e Milton Batera (bateria) … Se tiver uma palavra a dizer ou uma nota a tocar, não hesite, o nosso palco está aberto para si, todas as quartas-feiras! Faça a sua inscrição através do nº 919184867.

Dia 16 (quinta)
23H00
Entrada :7€
7to do Hot Clube
 

Bruno Santos: guitarra, Rodrigo Gonçalves: Piano, Pedro Moreira: Saxofone, João Moreira: trompete
Claus Nymark: trombone, Bernardo Moreira: contrabaixo, Carlos Miguel: bateria
O Septeto do Hot Clube de Portugal foi criado em 2001 e é composto por docentes da Escola de Jazz Luíz Villas-Boas, todos eles músicos de créditos firmados no panorama do Jazz português [Pedro Moreira(saxofone tenor), João Moreira (trompete), Claus Nymark (trombone), Bruno Santos (guitarra), Rodrigo Gonçalves (piano), Bernardo Moreira (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria)]. Este grupo pretende ir ao encontro de um dos objectivos do Hot Clube, tal como foi idealizado pelo seu fundador: a divulgação do Jazz, tendo já actuado um pouco por todo o país: AngraJazz, Fozjazz, Hot Clube, Teatro Municipal da Madeira, Luanda, Festival Jazz Valado, etc.
Esta formação assume-se como grupo de repertório, que abrange obras de compositores importantes desde os anos 20 com Louis Armstrong, ao jazz “neo bop” mais recente, com orquestrações associadas ao lendário agrupamento de Art Blakey, a Wayne Shorter ou a Thad Jones.
Em 2008, ano em que o Hot Clube comemora os seus 60 anos de existência, o Septeto apresenta um repertório original de Bruno Santos (também director musical do septeto) influenciado por Wayne Shorter, Joe Henderson, Herbie Hancock, Dave Douglas, entre outros, que funde as correntes jazzísticas “mainstream” às novas tendências.

Dia 17 (Sexta)
23H30
Entrada :7€

Ficções

Rui Luís Pereira (Dudas): Guitarras e Alaúde (Oud), João Paulo de Esteves: Piano, Massimo Cavalli : Baixo. Eléctrico e Contrabaixo, Carlos Miguel: Bateria, Guto Lucena: saxofone.

A origem do projecto Ficções remonta a 1988, altura em que o seu fundador, Rui Luís Pereira (Dudas), decidiu corporizar uma estética musical própria, fruto do prazer da composição, aliada à liberdade criativa da improvisação. Se a música traduz vivências, esta tem um sabor mediterrânico feito de mestiça­gens — ecos ibéricos, africanos, árabo-andaluzes e um olhar atlântico povoam este “folclore imaginário”.
Com três discos editados (Aqua, 1992; Zambra, 1995; Ocidental Praia, 2001), este grupo já conheceu diversas formações – por aqui passaram alguns dos mais conceituados músicos portugueses e também estrangeiros — e esteve presente em vários festivais como o Festival Maré de Agosto (Açores, 1992,1996), International Jazz Festival of Macau (1995), Grenoble Jazz Festival (1997), Encontros com Portugal (Brasil,1998), Expo 98, Festival de Jazz de Matosinhos (2002), Festival de Música de Câmera/ JazzFest de Curitiba (Brasil, 2002),Festival de Jazz de Portalegre (2006), Jazzin Tondela (2006), Composjazz (Espanha,2007) entre outros.

Dia 18 (Sábado)
23H30
Entrada :6€
Passaporte verde

Victor Zamora: piano
Gustavo Roriz: baixo
Babi Bergamini: bateria e percussões

OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto 
das 20h às 23h00

 

Julho 14, 2008

Onda Jazz – Programação de 15 a 19 de Julho

Filed under: jazz,programações — profestas @ 7:17 pm
Tags: ,

Dia 15 – Terça
Entrada: 5€

Big Band Reunion

Inspirados na tradição mais recente de grandes orquestras internacionais do Jazz moderno como a Maria Schneider Orchestra (que durante vários anos actuou todas as semanas no extinto Visiones em Nova Iorque ) e a incontornável Village Vanguard Orchestra (que continua a poder ser ouvida todas as segundas-feiras no Village Vanguard), a Reunion Big Jazz Band e o OndaJazz assumiram o desafio de oferecerem todas as terças-feiras à cidade de Lisboa uma hora de pura energia com os sons contagiantes do melhor repertório para big band. Um corpo de 17 músicos com experiências muito diversas e um espectro de idades invulgarmente alargado, dirigido pela mestria de Claus Nymark, consagrado músico do Jazz português. Qualidade musical aliada à alegria e ao entusiasmo de fazer Jazz em orquestra.

Dia 16 – Quarta
Entrada Livre

Palco Aberto com a RDP África

Thierry Riou: Piano
Carlos Massa: baixo
Milton Batera: bateria

Todas as quartas-feiras, o Ondajazz, em parceria com a RDP Africa, abre o seu palco, permitindo a revelação de novos talentos em áreas tão diversas que abrangem o universo da dança, poesia, jazz, hip hop, fusão, bossa-nova, entre muitas outras… As emissões acontecem em directo entre as 23h00 e a 1h00, conduzidas pelo já habitual “Triângulo”, composto pelos músicos Thierry Riou (piano), Carlos Massa (baixo), e Milton Batera (bateria) … Se tiver uma palavra a dizer ou uma nota a tocar, não hesite, o palco do Onda Jazz está aberto para si, todas as quartas-feiras! Faça a sua inscrição através do nº 919184867.

Dia 17 – Quinta, às 23h00
Entrada: 6€

 

Filipe Melo Trio
Filipe Melo (piano)
Bruno Santos (guitarra)
Bernardo Moreira (contrabaixo)

O Filipe Melo Trio regressa ao Onda Jazz .
Influênciado por Oscar Peterson, Nat King Cole, e outros trios clássicos da história, Filipe juntou-se a Bruno Santos na guitarra e a Bernardo Moreira no contrabaixo para reinterpretar temas tradicionais do repertório jazzístico. “O meu objectivo é claro, estou a tocar a música que gosto, acompanhado por dois grandes amigos. Divirto-me a passá-la para o resto das pessoa e se a música estiver a swingar, sou a pessoa mais feliz do mundo.”

Dia 18 – Sexta, às 23h00
Entrada: 6€

Os Seis
Mariana Norton – Voz
Joahnnes Kriegger – Trompete
Zé Maria – Saxofone
André Santos – Guitarra
André Carvalho – Contrabaixo
Pedro Segundo (Tó Pê) – Bateria

Os Seis são um trompete, um saxofone, uma guitarra, uma bateria, um contrabaixo e uma voz. Os Seis tocam jazz. Os Seis vão tocar temas clássicos com arranjos que “swingam” porque querem fazer até quem está sentado nas mesas lá do fundo bater o pé ao ouvir os temas, os solos, os “breaks”, os inícios, os finais…

Dia 19 – Sábado, às 23h00
Entrada: 6€

Quarteto Moniz
Mário Delgado :guitarra
Júlio Resende: piano
João Custódio: contrabaixo
Jorge Moniz: bateria

Após alguns anos como freelancer, o baterista Jorge Moniz decide, agora, formar o seu próprio quarteto com alguns dos amigos e músicos portugueses com quem mais se identifica. São eles músicos conhecidos do Ondajazz e que dispensam apresentações, Júlio Resende no piano, Mário Delgado na guitarra e João custódio no contrabaixo. Este quarteto de músicos amigos que actuam sob a liderança de Jorge Moniz apresentará as suas composições escritas nos últimos anos, a que se juntarão algumas de Júlio Resende e Mário Delgado.

www.ondajazz.com

Julho 10, 2008

Onda Jazz – agenda de 10 a 12 de Julho

Filed under: programações — profestas @ 12:15 am
Tags: ,

ATOS TRIO

Quinta, dia 10 de Julho, 22H30

ATOS é um trio de Jazz que nasce em 2003 com base na Holanda. Reúne músicos residentes em Amesterdão e Roterdão , e desenvolveu uma sonoridade bastante característica que permite abranger diversos tipos de audiências. A sua música inspira-se em imagens paisagísticas e cenários enigmáticos.

Lucas Acunã -guitarra
Gonçalo Almeida- contrabaixo
Luis Candeias-bateria.

www.myspace.com/atostrio

Entrada: 6€

Múcio Sá Trio 

Sexta, dia 11 de Julho, 23H30

Múcio Sa :guitarras e bandolim.
Marcelo Araújo: Bateria
Virgilio Gomes: Baixo

Múcio Sá, multi-instrumentista e produtor, toca nesse projeto bandolim e guitarra clássica. Mucio é formado em Composição de Música Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia, estado onde nasceu. Em Portugal desde 1991, actua com artistas de diferentes influências e estilos, desde o Jazz ao Flamenco.

Eis um trio onde a virtuosidade de cada um dos músicos está ao serviço da música e da melodia.

Três personalidades fortes, completas e imaginativas que se reuniram neste trio.
Um trio rico onde assistimos ao encontro entre o jazz e o Brasil.

Três solistas brasileiros para revisitar parte das composições de Múcio Sa.
O ritmo é quente, presente e dançante. Múcio procura sempre a diferença com uma grande riqueza que se quer simples.
Para este concerto, Múcio deixou de parte a sua guitarra eléctrica, para que a sua guitarra acústica seja vedeta.
É para nós um grande prazer ver aquelas cordas de nylon oferecer as mais belas melodias que nos permitirão conhecer melhor Múcio Sa. Esta é a hora das guitarras falarem sejam elas de onde forem… Falam de si e de outras. Em varias línguas e emoções, as guitarras falam e cantam e alegres brincam entre elas.

Entrada: 6€

Menezes Diniz Quarteto

Sábado, dia 12 de Julho, 22H30

 

Alexandre Diniz piano e rhodes
José Menezes: saxofones
José Salgueiro: bateria e percussões
Miguel Amado: baixo e contrabaixo

Dois amigos e uma vontade: “havemos de tocar juntos um dia destes…” era uma frase comum entre eles. A oportunidade surgiu e da ideia passou-se à prática. Convidaram mais dois – músicos e amigos – e formaram este quarteto que, de uma forma descomprometida, se direcciona para um jazz acessível, cheio de balanço e onde os seus músicos se movimentam com uma grande facilidade na intercomunicação e na arte do improviso. Com eles, de Wayne Shorter a Larry Goldings, passando por Chris Cheek ou Pat Metheny, tudo é possível: a vontade está lá e o jazz também.

Entrada: 6€

www.ondajazz.com

Junho 17, 2008

Onda Jazz – Programação

Filed under: jazz,musica portuguesa,programações — profestas @ 4:47 pm
Tags: ,

Vira-Lata – Dia 19 – Quinta-feira

Luiz Caracol: Voz e Guitarra
Ivo Costa: Bateria e Voz
André Moreira: Baixo

Vira Lata é um trio que apresenta um repertório baseado no quadrante Lusófono, (Portugal, Brasil, Angola e Cabo Verde) mas com o seu modo próprio de sentir e fazer música, levando as suas canções para outras latitudes e longitudes, sempre com uma enorme naturalidade e simplicidade, procurando servir o seu sabor original, sem condimentá-lo mais do que o necessário.

Dia 19 (Quinta)
23H00
Entrada :6€

Transatlantistas – Dia 20 – Sexta-feira

Inês Sousa – Voz
César Cardoso – Saxofones
Gonçalo Sousa – Harmónica
Iuri Gaspar – Piano e teclados
André Carvalho – Contrabaixo
Tânia Lopes – Percussões
Diogo Moreira – Bateria
+
Afonso Pais – Guitarras, arranjos e direcção musical

“Os Transatlantistas pretendem materializar um laço entre o Jazz e a Música Brasileira, nomeadamente no que diz respeito ao balanço e ao improviso. São estes pontos de convergência que tornam as duas correntes musicais compatíveis, e a sua combinação verdadeiramente interessante e aliciante.

Na continuidade de todas as confluências e similitudes artísticas entre as Américas do Sul e do Norte, pela palavra implícita na música de impressão digital Lusa, assim se apresentam, espelhados num céu azul de mar, os Transatlantistas.

O reportório dos Transatlantistas engloba um conjunto de compositores americanos e brasileiros, protagonistas de uma forma de compor tipo “cant’autor”, unificando-os através de uma teia de arranjos que conduz a narrativa musical. O septeto tira partido da instrumentação utilizada, criando uma variedade de coloraturas musicais a par da imperativa releitura e reinvenção dos temas, de forma a acrescentar uma liberdade interpretativa, mas preservando o apelo e a simplicidade de uma canção, e salvaguardando recorrências caracteristicamente jazzísticas, como o improviso o groove e a harmonia.

O espectáculo propõe temas que apresentam a vertente mais sofisticada, universal e arrojada de uma “fusão” de influências, sob um nova roupagem jazzística, e constam do seu alinhamento autores como Edu Lobo, Hermeto Pascoal, António Carlos Jobim, Chico Buarque, Francis Hime, João Bosco ou Wayne Shorter.

Na história do Jazz, nomeadamente a partir dos anos sessenta, a música brasileira foi mote de inspiração. Grandes compositores como Wayne Shorter ou Joe Zawinull, improvisadores de excepção, tais como Miles Davis ou Herbie Hancock, abraçaram novas propostas estilísticas daí advindas e repertórios de autores brasileiros. Em alguns casos, realizaram-se mesmo parcerias entre autores, como Miles Davis com Hermeto Pascoal (“Live Evil”), Wayne Shorter com Milton Nascimento (“Native Dancer”), Joe Zawinull / Wayne Shorter com Airto Moreira (“Weather Report”).

Os Transatlantistas sugerem, pois, a criação de um novo vértice na rota entre as Américas e a Europa.”

Afonso Pais

Dia 20 (Sexta)
23H30
Entrada :8€

Sofia Vitória – Dia 21 – Sábado

Sofia Vitória – voz
Júlio Resende – piano
João Custódio – contrabaixo
Bruno Pedroso – bateria

“Sempre coloquei a Sofia como uma das cantoras que mais tem para dizer no panorama nacional. Ela canta por necessidade, como se lhe fosse impossível deixar de fazê-lo, está-lhe no âmago, e esse instinto artístico reflecte-se na enorme expressão que consegue dar às suas interpretações. Agora, o motivo que nos une é único: a elevação de cada uma das nossas personalidades musicais através da partilha do mesmo palco e sempre em prol de uma só coisa – fazer de cada música um instante irrepetível.”

Júlio Resende

Dia 21 (Sábado)
23H30
Entrada :7€ 

www.ondajazz.com

Maio 28, 2008

Onda Jazz – Programação fim-de-semana

Filed under: fado,jazz,programações — profestas @ 7:20 pm
Tags: , , ,

Dia 29 – Quinta-feira, 23.00h

Ana Lains

A crítica não a deixou passar em branco, Ana Laíns, considerada como uma das grandes revelações de 2006.
O álbum de estreia “Sentidos” é o passaporte para outros voos e os concertos além fronteiras já começaram a acontecer!
Países como Inglaterra, França, Espanha, Holanda, Grécia e até Austrália falam de Ana Laíns.
Nasceu em Tomar em 1979 e é aos 6 anos que pela primeira de muitas vezes pisa o palco. Porém, é um pouco mais tarde que se consciencializa da importância que a música tem na sua vida. Vive toda a infância e adolescência numa aldeia do concelho de Constância, mas aos 18 anos toma a decisão de rumar a Lisboa para tentar a sua sorte. E as primeiras conquistas não tardam em acontecer. No entanto, é em 1999 que confirma e revigora o sonho de construir uma carreira, quando se vê galardoada com o primeiro prémio da Grande Noite do Fado de Lisboa.
Aos 22 anos, já havia arrebatado plateias em países como França, Alemanha, Luxemburgo, Bélgica e Estados Unidos da América.
No decorrer do seu percurso, empresta a voz a variados projectos, nas mais diversas áreas, como o jazz ou a bossa nova. Porém, ainda que considere todas estas experiências determinantes na sua evolução, é com o Fado e com a música tradicional portuguesa que a cantora melhor exprime toda a verdade do seu EU.
Em 2006 surge o seu primeiro trabalho discográfico “Sentidos”, presenteado com o selo de qualidade Antena 1, que Ana considera como o resultado de um importante amadurecimento consequente do caminho que trilhou.
“Sentidos” tem produção de Diogo Clemente, com quem Ana conta também como arranjador, compositor, letrista e executante na viola. Em estúdio, Ana foi ainda acompanhada por Bernardo Couto na guitarra portuguesa, Fernando Araújo no baixo, Ricardo Mota no violoncelo, Vicky nas percussões e Ruben Alves no piano, acordeão e melódica. Ana conta, também, com composições de Miguel Rebelo, Jorge Fernando e João Pico. A escolha literária incide em poemas de Tiago Torres da Silva, Hélder Moutinho e alguns dos seus companheiros de cabeceira, como António Ramos Rosa ou Florbela Espanca.
Este disco é uma viagem que tem como porto seguro o Fado, viajando pelas principais influências da cantora, com especial destaque para a música tradicional portuguesa. Ana não o faz com a pretensão de modernizar o Fado, mas considera esta abordagem como a única forma de ser fiel à sua verdade, aos seus “sentidos”…

Ana lains – voz
Eurico machado:guitarra portuguesa
Tó neto: viola acústica
Vasco Sousa: baixo acústico
Paulo loureiro: piano, acordeão e clarinete
Beto betuk: percussionista convidado

Dia 29 (Quinta)
23H00
Entrada :8 €

Dias 30 e 31, Sexta e Sábado, 23.30h

Yves Brouqui e Martin Jacobsen Quartet

Yves Brouqui

Martin Jacobsen

Tendo durante muito tempo tocado com o tenor Grant Stewart, o guitarrista Yves Brouqui quis montar o seu quarteto com tenor.
Tendo durante muito tempo tocado com o guitarrista Doug Rayney, o tenor Martin Jacobsen quis montar o seu próprio quarteto com guitarra.

É assim que dois parisienses Globe-trotters como Yves Brouqui e Martin Jacobsen se encontram de forma a partilharem a sua criatividade. Eles partilham um lirismo terreno e caloroso, uma vitalidade categórica na sua aproximação ao Jazz. Longe de concursos de virtuosidades egocêntricas, o saxofone de Martin rasga-se e desenrola-se até que daí saiam frases, criando uma conversa musical com Yves Brouqui. O seu amor pelo instrumento torna-se evidente pela sua capacidade de tornar composições complicadas…em simples.

É com muito prazer que o Ondajazz e o Instituto Franco-Português produzem o quarteto de Jacobsen Brouqui com Nelson Cascais no contrabaixo e Paulo Bandeira na bateria; é certo que este quarteto vai muito surpreender.

Yves Brouqui gravou com Brad Mehldau e Kenny Wasington e Steve Potts.
Tocou em França com Carlos Barreto , Simon Goubert, Alain Jean-Marie, Pierre Blanchard, Christian Vander, Emmanuel Bex, George Brown, Pat la Barbera e Bob Mover.

Yves brouqui: guitarra
Martin Jacobsen:saxofone
Nelson Cascais: contrabaixo
Paulo Bandeira: bateria

Dias 30 e 31 (Sexta e Sábado)
23H30
Entrada :8 €

www.ondajazz.com

Maio 21, 2008

Onda Jazz – agenda de 22 a 24 de Maio

Joana Machado – quinta-feira 22 de Maio

Direcção Musical e Arranjos de Afonso Pais

Joana Machado: voz
Bruno Santos: guitarras
Filipe Melo: piano
Bernardo Moreira: contrabaixo
Bruno Pedroso: bateria

“Quando minha música sai boa, penso que parece música”
de Tom Jobim. Música de Tom, na minha cabeça, é Casa do Oscar.”
Chico Buarque de Hollanda

música em diversos estilos.

Mas, a ‘música de Tom’ foi mais longe. Inúmeras são as partituras e os discos, tratados musicais de poesia e bom gosto, pouco celebrizados ou quase desconhecidos. Tom transpôs a fronteira do Brasil e foi buscar influências à música erudita e ao jazz, sem perder de vista a forma da canção, ignorando críticas.
Para a minha segunda experiência discográfica tive vontade de prestar homenagem à música de que mais gosto. Grande parte dessa categoria cabe à ‘música de Tom’.
Afonso Pais, guitarrista/compositor, recriou as canções à imagem do seu original universo musical, adaptando-as a esta formação tipicamente de jazz e permitindo ainda um contributo pessoal.

Assim, “A Casa do Óscar”, em continuum CRU de Joana Machado.

Dia 22 (Quinta)
23H00
Entrada :8 €

Site: www.myspace.com/joanamachado

 Nelson Cascais Quinteto – Sexta-feira, 23 de Maio

Nelson Cascais Quinteto
Pedro Moreira: saxofone
André Fernandes: guitarra
João Paulo Esteves Silva: piano
Iago Fernandez: bateria

Nelson Cascais apresenta o seu projecto “Eclipse”.
Antecedendo a gravação do próximo disco, o novo quinteto de Nelson Cascais propõe um sólido repertório original no qual a composição e improvisação se equilibram num processo orgânico que se alimenta da forte voz pessoal de cada um dos elementos do grupo e de uma determinante e completa permeabilidade às mais diversas influências estéticas.
Estas são, de resto, características já evidentes nos trabalhos anteriores – “Ciclope” e “Nine Stories” e que agora se reassumem neste novo projecto para o qual Nelson Cascais contará com a participação de Pedro Moreira, André Fernandes, João Paulo Esteves da Silva e Iago Fernandez.

Acerca do cd “Nine Stories”

“Nine Stories, o segundo disco, é referência do jazz português contemporâneo.” in Sábado, 2006
“…um dos grandes discos de jazz dos últimos anos.(…)Em estado de glória, o quinteto acredita profundamente na música que aqui faz e isso reflecte-se. A não perder .”

in jazz.pt, 2006

Dia 23 (Sexta)
23H00
Entrada :8 €

Site: www.myspace.com/nelsoncascais

Atom Size Elephant – Sábado, dia 24

a t o m s i z e e l e p h a n t

Heitor Alves . Synths&Samplers
Paulo Vicente . Baixo
Alexandra Varela . Voz
Ricardo Formiga . Bateria/Vdrums
Mariana Alves . Desenho Imediato
Daniela Castelbranco . Guarda Roupa

Algumas palavras sobre atom size elephant

Música ambiental/experimental/electronica em constante mutação…tudo começou em 2000… um grupo de amigos que procura na música, na palavra, no cozinhado de experiências sonoras fugir do prazer efémero e precário dos ritmos e melodias previsíveis… alcançar o prazer, o humor, a crítica, a arte, ou nada disto… apenas brincar e partilhar. Num mundo de trabalhos e prazeres precários, querem a utopia da diversão eterna… ou, pelo menos, tentar!

Dia 24 (Sábado)
23H30
Entrada :7 €

Sites: www.atomsize.com, www.myspace.com/atomsizeelephant

Informação Onda Jazz 

Maio 15, 2008

Programação Onda Jazz

Quinta-feira, 15 de Maio

Nancy Vieira e Paulo Borges

Galiza, Dezembro de 2007. A cantora cabo-verdiana Nancy Vieira e o pianista açoriano Paulo Borges encontram-se para participar num espectáculo. Aí, Nancy canta temas que fazem habitualmente parte do seu repertório e outros nunca apresentados em espectáculos seus…. A ideia sempre existiu… o sonho é antigo… o desafio é lançado… Desenvolver um espectáculo composto por canções nunca cantadas ou gravadas pela cantora, mas que desde sempre ouviu e cantou para si própria.

Juntos, Nancy Vieira e Paulo Borges, propõem um rol de temas universais cantados em crioulo e não só…

Dia 15 (Quinta)
23H00
Entrada :7€

Sexta-feira, 16 de Maio

Carmen Souza – Verdade

Carmen Souza nascida em Portugal, filha de pais Cabo-verdianos, lançou o seu primeiro disco “Ess ê nha Cabo Verde” em 2005, tendo o mesmo recebido excelentes críticas da press internacional. O trabalho desta cantora/compositora/instrumentista é reconhecido no mercado World Music e na press Cabo-verdiana(USA, Holanda,Cabo Verde) como único e inovador, reflectido a evolução da Musica Cabo-verdiana. Carmen Souza apresenta um repertório totalmente original, assinando 100% das letras em crioulo, numa receita musical de qualidade superior que mistura com eficiência os ritmos tradicionais cabo-verdianos com influências mais contemporâneas do jazz/ fusão.
Carmen Souza tem apenas 26 anos e foi criada entre a cultura cabo-verdiana e a cultura europeia, por isso é natural que a sua música seja um reflexo dessa mistura.

Depois do lançamento do seu segundo disco a solo “Verdade” em Portugal e UK, no passado mês de Fevereiro e Março, e do sucesso das Tournées em Uk, Irlanda e Algéria nos últimos meses, Carmen Souza volta a Portugal, aceitado o convite do seu espaço predilecto em Lisboa, para tocar um concerto único no Onda Jazz. Carmen é considerada pela Press Internacional como uma das vozes do talentoso grupo de músicos de origem cabo verdiana a fazer história na música do mundo.
A última critica na Songlines-UK caracterizam a sua música como: ”soft and sensitive as a Laura Nyro ballad-it’s a smoky, dive bar Cape Verde of subtle progressions and syncopations, of Rickie Lee Jones harmonies and Diana Krall Crooning…”

www.myspace.com/carmensouza
www.sonicbids.com/CarmenSouza

Carmen: voz, rhodes, guitarra
Theo Pas’cal: baixo
Victor Zamora: piano
Paulo Rosa: percussões

Dia 16 (Sexta)
23H30
Entrada :8 €

Sábado, 17 de Maio

Lydie Carell Quartet   

“It don’t mean a thing, if it ain’t got that swing…”
A força da arte em geral e da música em particular é não haver fronteiras, e procurar a sua riqueza no seio das múltiplas influências culturais de cada País. A esse título Lydie Carrell impõe-se como uma brilhante embaixadora, abrilhantando com o seu talento o reportório que ela vai conjugando com à-vontade em diversas línguas.

Nascida na Córsega onde viveu a sua infância, Lydie migra para Portugal com 10 anos onde inicia aulas de piano e formação musical. É na adolescência que irá descobrir a sua paixão pelo canto, e troca as aulas de piano por aulas de canto. Canta em bandas, iniciando-se, como a maioria, num estilo mais pop, e participa em concursos e festivais.

Mas sua paixão pelo Soul e Gospel, e a sua voz rouca e potente valem-lhe um convite para um grupo de Blues, e durante dois anos actua em diversos bares e salas. É através dos Blues que descobre o Jazz e a Bossa Nova, e aí inicia uma viagem de descobertas e aprendizagens, graças também aos bons músicos que a rodeiam e com os quais vai actuando.

Os passos vão-se tornando maiores, levando-a a cantar em Espanha, Paris, Córsega… Hoje L. Carell tem o desejo de derrubar as barreiras que encerram tão frequentemente o jazz num compartimento restrito, fundindo-o com várias texturas sonoras de outras culturas, mostrando que todos os estilos derivam de uma fonte comum: a emoção.

Lydie Carell é uma artista rara que se torna imprescindível descobrir. A sua voz quente e a intensa paixão com que canta, envolve qualquer pessoa em fortes emoções, em qualquer local. Uma voz que nos fala e que nos toca pela sua emoção. Lydie atravessa as barreiras do coração pelo seu talento e generosidade. O seu “Lydie Carell Quartet” oferece-nos uma viagem ao país da emoção… all aboard?

Lydie Carell: voz
Júlio Resende: piano
Mario Franco: contrabaixo
José Salgueiro:- Bateria

Dia 17 (Sábado)
23H30
Entrada :8 €

Informação Onda Jazz

Maio 7, 2008

Onda Jazz – Programação de 8 a 10 de Maio

Quinta-feira, dia 8

MARINA CEDRO – Itinerário

Histórias diárias expressas numa atmosfera evocativa que vem da linguagem quotidiana, da pulsação da musica e da poesia.

Itinerário é uma viagem através de ambientes musicais criados pela artista.
A musica e a poesia através das palavras duma mulher.

Itinerário junta uma linguagem de jazz e poesia através do repertório escolhido composto por obras musicais e literárias tais como Astor Piazzolla, Serge Gainsbourg, Homero Exposito, Julio Cortazar, Adrienne Rich, Julia Oxtoa, Concha Garcia, e tantos outros.

Itinerário é um itinerário literário, diário, de histórias vividas duma pessoa no seu quotidiano, no seu interior e exterior através da poesia escolhida que se traduz do castelhano, do francês, do inglês, do português e do basco. É, dum ponto de vista musical, um itinerário através de estilos tão diversos e tão geograficamente distantes como o tango, Chanson française, jazz e minimalismo.

Em Itinerário preservaram-se as dinâmicas da interpretação da artista. Os espaços, os silêncios. Imprimir e pertencer ao tempo é a chave deste itinerário.

O silêncio é o intérprete mais importante que aparece em cada um dos temas. Exprime-se cada som que o piano oferece: os ortodoxos e aqueles não tão conhecidos. Foi prestada uma enorme atenção, aos finais dos temas, aquela fronteira entre o existente e o que luta para se evadir dos nossos sentidos.

É um projecto pensado como um todo. Uma série de temas para serem ouvidos em continuidade. Uma peça poética composta de 16 “versos”. Um convite à imersão na análise que provoca um pensamento.

23h
Entrada: 7 euros

Sexta-feira, dia 9

Hot Club Septet

O Septeto do Hot Clube de Portugal foi criado em 2001 e é composto por docentes da Escola de Jazz Luíz Villas-Boas, todos eles músicos de créditos firmados no panorama do Jazz português [ Pedro Moreira (saxofone tenor), João Moreira (trompete), Claus Nymark (trombone), Bruno Santos (guitarra), Rodrigo Gonçalves (piano), Bernardo Moreira (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria)]. Este grupo pretende ir ao encontro de um dos objectivos do Hot Clube, tal como foi idealizado pelo seu fundador: a divulgação do Jazz, tendo já actuado um pouco por todo o país: AngraJazz, Fozjazz, Hot Clube, Teatro Municipal da Madeira, Luanda, Festival Jazz Valado, etc.

Esta formação assume-se como grupo de repertório, que abrange obras de compositores importantes desde os anos 20 com Louis Armstrong, ao jazz “neo bop” mais recente, com orquestrações associadas ao lendário agrupamento de Art Blakey, a Wayne Shorter ou a Thad Jones.

Em 2008, ano em que o Hot Clube comemora os seus 60 anos de existência, o Septeto apresenta um repertório original de Bruno Santos (também director musical do septeto) influenciado por Wayne Shorter, Joe Henderson, Herbie Hancock, Dave Douglas, entre outros, que funde as correntes jazzísticas “mainstream” às novas tendências.

23h
Entrada: 8 euros

Sábado, dia 10

Couple Coffee + 2

Quando apresentamos Luanda Cozetti e Norton é como se tivéssemos a apresentar a própria família. Pela simples razão que eles fazem parte da nossa família desde que pisaram o Ondajazz.
Porque o prazer de tocar está dentro deles, porque o palco simboliza o prazer de partilhar e de reencontrar.
Rendemo-nos a um concerto de Couple Coffee com se fossemos a uma festa em casa de uns amigos.
A doçura é natural, sincera, autêntica e terna.
O sorriso da sua música preenche o perfeitamente o espaço durante todo o concerto!
Têm necessidade de cantar para se sentirem bem…como em família!
A Luanda tem necessidade de oferecer para ser feliz… Norton transmite sons quentes para que o público esteja confortável. Tal como com os amigos.
Para nossa grande satisfação, o Ondajazz é um dos locais da vida de Couple Coffe e o convívio brilha por excelência.
Couple Coffee é Luanda Cozetti e Norton Daiello. O facto de tocarem juntos faz com que este casal forme um só elemento, uma só pessoa.

Se Maio é um mês com cores de festa, esta é uma razão de sobra para reencontrar Couple Coffee + 2 com Sérgio Zurawski na guitarra e Ruca Rebordão, que gravaram ultimamente um álbum com Couple Coffee.
Para os que não conhecem…não hesitem em descobrir.
Para os que conhecem… já sabem o caminho.

23h
Entrada: 8 euros

Informação Onda Jazz
 

Maio 3, 2008

Filipe Gonçalves com The Shortcuts – a não perder hoje no Onda Jazz

Filed under: concerto,sugestões — profestas @ 12:04 am
Tags: , , ,

Abril 30, 2008

Este fim-de-semana no Onda Jazz

Filed under: programações — profestas @ 7:34 pm
Tags: , , ,

Sexta-feira, dia 2 – Júlio Resende + Perico Sambeat

“É para mim uma grande honra ter agora a oportunidade de partilhar a minha música, as composições deste meu disco e outras, com este maravilhoso músico que é o Perico – para mim o melhor saxofonista alto do mundo. Cresci musicalmente a ouvi-lo e tenho a certeza que guardarei para sempre na minha alma a magia que será criar música com ele.”

Júlio Resende

 www.myspace.com/pericosambeat
www.pericosambeat.com
http://www.julioresende.com/

Sobre o disco “Da Alma”

O QUE DIZ A IMPRENSA:

 “…há músicos que têm uma inata capacidade de transmitir a sua cultura e raízes de uma forma fácil e envolvente. É o caso do pianista Júlio Resende, autor de um disco de estreia impressionante, Da Alma.”

Raúl Vaz Bernardo in Jornal “Expresso”

“…Da Alma anuncia a chegada de um jovem pianista a colocar junto ao pódio de Laginha, Sassetti e João Paulo”

Paulo Barbosa in jornal Público

Dia 2 (Sexta)
23h30
Entrada :8 €

Júlio Resende + Perico Sambeat
Júlio Resende – piano
Perico Sambeat – saxofone alto
João Custódio – contrabaixo
José Salgueiro – bateria

 Sábado dia 3 – Filipe Gonçalves com The Shortcuts

“Primeiro Sábado do mês. Como é habitual, tendo-se já tornado numa noite carismática e cheia de público, The Shortcuts convidam um músico conhecido no panorama da musica portuguesa. Depois de Sam, Milton Gulli e Elaisa e Rozett, é a vez de voltar a ter uma presença masculina. Filipe Gonçalves (Artista Solo, Só Visto, Operação Triunfo) vai subir ao palco para interpretar temas que marcaram o seu percurso como músico na onda de Soul/Funk/R&B/Groove.

Esta noite será de festa com temas de Stevie Wonder, Jamiroquai, Paul Simon, Ray Charles, bem como apresentar temas que entrarão no seu segundo trabalho a solo.
Uma noite que promete pôr toda a gente a dançar e num clima de festa.
Além da banda, como de costume, vários convidados surpresa darão o seu contributo”
Filipe Gonçalves – Voz
Vasco Teodoro – Guitarras
Tomás Pimentel – Trompete
Mark Cain – Saxofones
Lúcio Vieira – Teclados e Piano
Tiago Alves – Baixo
Tó Mandala – Percussões
João Correia – Bateria

Dia 3 (Sábado)
23h30
Entrada :6 €

Abril 23, 2008

Este fim-de-semana no Onda Jazz

Filed under: jazz — profestas @ 4:51 pm
Tags: , , ,

PILAR nos dias 24 e 25

Porquê convidar esta jovem cantora italiana que não é uma cantora de Jazz!
Porquê?!
Simplesmente porque ela traz o que cada um de nós procura…
A viagem, a surpresa e a diferença!

O seu universo irá passear no Ondajazz junto com esta pequena formação que nos dá o enorme prazer de um concerto.
Com Pilar, entramos no universo romano, um universo com o qual nos identificamos e com o qual descansamos.
Uma voz e uma musicalidade que se adapta a este mês de Abril. Quente, melódico e sensível.
Uma voz e umas cores que nos mudam, nos despertam, e nos retiram dos nossos hábitos quotidianos…
Porque a sua música faz-nos sorrir.

Pilar é uma descoberta e uma amiga musical… Porque gosta de cantar, e isso sente-se!

As suas notas fazem arrepios…o que nos permite dizer que a música é bela, sensível…
Com Pilar o convite à viagem faz-se numa noite, evadimo-nos para o sul de Itália…para sonhar.

Pilar: voz
Alessandro Girotto: guitarra
Stefano Cesare : contrabaixo

Dias 24 e 25 no Onda Jazz às 23h30
Bilhete: 7€

LUSITÂNIA no dia 26

Carlos Martins: saxofone
Júlio Resende: piano
André Fernandes: guitarra
João Custodio: contrabaixo
João Rijo: bateria

Dia 26 (Sábado)
23h30
Entrada : 8€

Reservas
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto
das 20h as 23h00

Informação Onda Jazz

Abril 17, 2008

Este fim-de-semana no Onda Jazz – Paula Oliveira

Filed under: musica portuguesa — profestas @ 5:03 pm
Tags: , , ,

paula oliveira“As escolhas de Paula Oliveira têm marcas que definem o seu gosto e a sua carreira: a musicalidade dos temas e dos arranjos, a poesia dos textos. Alguns dos autores seleccionados para este disco têm ainda o mérito de ser bandeiras de uma época: os anos sessenta/setenta em que para os Festivais da Canção eram convidados poetas como Ary dos Santos, de ironia afiada ou de paixão confessa, e com ele Fernando Tordo em alguns dos seus melhores momentos. Não estava sozinho, havia outros a brilhar nos nossos palcos. Ansiava-se por uma sociedade livre, onde a arte finalmente respirasse. Presta-se aqui homenagem a esses precursores que sonharam a liberdade, sem esquecer outros, eleitos pela qualidade trovadoresca das suas composições.

Vamos ouvir Carlos Paredes, com a sua guitarrra portuguesa tão intensa; Zeca Afonso, o trovador da revolta; Alexandre O’Neil, o lisboeta convicto,entre a tertúlia de café e um vôo de horizonte alargado; a comovente Sophia de Mello Breyner; Amélia Muge, numa dupla autoria de música e letra e, last but not least, Fernando Pessoa, em versos de puro fado que não destoam do permanente desassossego que lhe é próprio.

Não há maior nem mais bela homenagem.

O trabalho sobre a memória artística traz-nos a dimensão da alma. À música, incantatória, acrescenta Paula o segredo do dizer bem. A palavra poética transporta o seu próprio movimento, e é de notar como os músicos respeitaram a “solenidade e risco” ( entenda-se memória e inovação) de que fala Sophia num dos textos.

A concepção dos arranjos permite o brilho dos solos, de luz mais clara ou mais sombria, e de um lirismo ao mesmo tempo expressivo e contido, como é próprio da verdadeira criação.

Yvette Centeno 2007”

Paula Oliveira: voz
Bernardo Moreira: contrabaixo
João Moreira: trompete e fluguel
Bruno Santos: Guitarra
Alexandre Frazão: bateria

Dias 18 e 19 (Sexta e Sábado)
23H30
Entrada :9 €
Reservas
OndaJazz: 218 873 064

Informação Onda Jazz

Abril 10, 2008

Este fim-de-semana no Onda Jazz

Filed under: jazz,programações — profestas @ 10:30 pm
Tags: , , , , , ,

groove 4tetGroove 4tet -Sonoridade crua, carregada de emoção, por vezes leve e dançável, por vezes mais densa e experimental mas sempre sincera, sem quaisquer pretensões de afirmação técnica, cujo único intuito é a fruição do momento por parte de todos os presentes na sala.As suas raizes assentam na Soul, no Jazz, Funk e Blues onde a componente de improvisação e de busca está sempre presente em cada música, em cada espectáculo.

Fred Martinho -Guitarra
Daniel Lima – Hammond
João Correia – Bateria
Pedro Pinto – Contrabaixo
Convidados
Zé Maria – Sax Alto-http://www.myspace.com/zemariagp
Dj Nery –http://www.myspace.com/djnery

www.myspace.com/groove4tet  

 Dia 11 (Sexta)
23H30
Entrada :7 €

DudasA origem do projecto Ficções remonta a 1988, altura em que o seu fundador, Rui Luís Pereira (Dudas), decidiu corporizar uma estética musical própria, fruto do prazer da composição, aliada à liberdade criativa da improvisação. Se a música traduz vivências, esta tem um sabor mediterrânico feito de mestiça­gens — ecos ibéricos, africanos, árabo-andaluzes e um olhar atlântico povoam este “folclore imaginário”.

Com três discos editados (Aqua, 1992; Zambra, 1995; Ocidental Praia, 2001), este grupo já conheceu diversas formações – por aqui passaram alguns dos mais conceituados músicos portugueses e também estrangeiros — e esteve presente em vários festivais como o Festival Maré de Agosto (Açores, 1992,1996), International Jazz Festival of Macau (1995), Grenoble Jazz Festival (1997), Encontros com Portugal (Brasil,1998), Expo 98, Festival de Jazz de Matosinhos (2002), Festival de Música de Câmera/ JazzFest de Curitiba (Brasil, 2002),Festival de Jazz de Portalegre (2006), Jazzin Tondela (2006), Composjazz (Espanha,2007) entre outros.

Rui Luís Pereira (Dudas): Guitarras e Alaúde (Oud)
Ruben Alves: Piano
Massimo Cavalli : Baixo Eléctrico e Contrabaixo
Carlos Miguel: Bateria
Guto Lucena: saxofone

Dia 12 (Sábado)
23H30
Entrada :8€

Informação Onda Jazz

Abril 3, 2008

Este fim de semana no Onda Jazz

Filed under: brasileira,jazz — profestas @ 8:16 pm
Tags: , , , , , ,

luis avellar trioReceita Ondajazz:

Pegue em três grandes músicos de renome brasileiros que você adore.
Para tal terão que ser músicos que vivam dentro da música.
Estes músicos terão de se conhecer bem entre eles.
Prepare o palco.
Reúna-os.
Deixe-os conhecerem-se e reconhecerem.
Deixe que haja uma fusão.
Deixe que as trocas de ritmos vão e venham sob forma de diferentes melodias. Seja sob standards brasileiros ou sob composições de Luiz Avellar.
Deixe as suas melodias colarem-se aos seus ritmos.
Deixe o sabor aumentar mais e mais…
Que os muros fiquem impregnados com a cor deles.
E aí, quando a música for uma só, levante a tampa e liberte esta música na sala…
A qualidade dos concertos vem da riqueza das notas dos músicos, mas também da escuta que é preciso saber dar.

Esta iguaria está pronta a invadir os paladares, mas antes de tudo… o ouvido.
Para saborear de coração aberto antes da evaporação de todos os seus vapores.
Pela primeira vez, e no Ondajazz, este encontro excepcional.
Se a felicidade não foi feita para ser partilhada, então ela guarda uma dimensão imperfeita.
O Trio de Luiz Avellar com Yuri Daniel e Alexandre Frazão.”

Dia 4 (Sexta)
23H30
Entrada :8€
Luiz Avellar Trio

roseteThe Shortcuts convidam Rosete

“Primeiro sábado do mês. Como é habitual, tendo-se já tornado numa noite carismática e cheia de público, The Shortcuts 6tet convidam um músico conhecido no panorama da musica portuguesa. Depois de Sam, Milton Gulli e Elaisa, é a vez de voltar a ter uma presença feminina. Rosete (Artista Solo, Operação Triunfo) vai subir ao palco para interpretar temas que marcaram o seu percurso como músico na onda de Soul/Funk.
Esta noite será de bastante festa com temas de James Brown, Stevie Wonder, Aretha Franklin, numa noite que promete pôr toda a gente a dançar e num clima de festa.
Além da banda, vários convidados surpresa darão o seu contributo.”

Rosete – Voz
Vasco Teodoro – Guitarras
Tomás Pimentel – Trompete
Rita Nunes – Saxofones, Coros
Daniel Lima – Teclados, Piano
Tiago Alves – Baixo
João Correia – Bateria

Dia 5 (Sábado)
23H00
Entrada :6€

Março 27, 2008

Dissidentes no Onda Jazz

Filed under: jazz — profestas @ 5:11 pm
Tags: , , , , ,

dissidentes

“Com uma posição de contínua renovação, reforma e revolta na sua visão artística e humana da vida, Pedro Madaleno apresenta-nos o seu novo projecto ”DISSIDENTES’, um power trio irreverente.

”DISSIDENTES” propõe uma música imprevisível que coloca questões, e que se move num espaço de reflexão sobre a relatividade e ambiguidade das nossas acções como artistas e seres humanos.”

Pedro Madaleno: guitarra, sound design
Alexandre Frazão: bateria
Yuri Daniel: baixo eléctrico

Dias 28 e 29 ( Sexta Sábado)
23h30
Entrada: 8€

Nota: O concerto será gravado para a Antena 2.

Informação Onda Jazz

Março 25, 2008

Victor Zamora & Havana Way Salsa e Latin Jazz no Onda Jazz

Filed under: música latina — profestas @ 11:14 pm
Tags: , , , ,

victor zamora“Havana way é uma formação cubana criada pelo pianista Victor Zamora.
Quem melhor que um cubano pode fazer soar la Merengue ou a salsa?
Havana Way é o ritmo quente e o sol de Cuba. A associação de cinco talentosos músicos cubanos habituados aos festivais de música cubana.
Havana Way não se limita só a estes ritmos principais
Esta noite o Ondajazz encher-se-á com os sons, cores e sabores de Cuba. Victor Zamora estará mais uma vez entre nós, a contagiar o palco e a plateia com os ritmos dançantes do seu piano. A voz e a secção rítmica ajudarão a invocar, nestes dias frios, o calor, a alegria e a boa disposição.
Em mais uma quinta-feira latina, o Onda jazz oferece Salsa. Para ouvir, dançar ou simplesmente desfrutar…

E no fim de contas, Victor Zamora torna-se cada vez mais inventivo, o seu quarteto, mais compacto, mais bem humorado, mais fino, mais cúmplice.

Se Victor Zamora não tem já que provar o seu talento continua a oferecer-nos a fusão do Jazz com as cores latinas. Zamora é e será uma das imagens de marca do Ondajazz.”

Victor Zamora: Piano
Jani Martinez : voz
Hector Marques Timbales
Jean Marc : trompete
Osvaldo Pegudo : percussões

Dia 27 (Quinta)
22h30
Entrada: 8€

Informação Onda Jazz

Página seguinte »

Site no WordPress.com.