Programa de Festas

Dezembro 3, 2007

Gordilho no “Inda a Noite é uma Criança”

Filed under: reportagem — Dionisio Leitão @ 12:48 am
Tags: , , , ,

Com o passar do tempo (que não é muito, desde que o conhecemos), a voz e a presença do Gordilho tornam-se mais saborosas na sua versatilidade e na simpatia natural que faz da simplicidade um dom cada vez mais difícil de encontrar. Ouvi-lo, rodeado de amigos e outros apreciadores, faz bem à alma e, com certeza, a gente precisa disso.

O Gordilho não se limita a actuar. Dá a vez a outros artistas que vão aparecendo, põe à vontade o público, estabelece com todos uma enorme empatia. Destacamos a sua interpretação do Patxi Andion – soberba! – na voz, no sentimento, na força.

Outros actuaram.

O José Neto, inesquecível na Valse a Mille Temps, do Brel, e outras.

O Mingo Rangel, que transforma a viola num som ardente que nos hipnotiza nos dedos percorrendo as suas cordas.

O Júlio Costa, do Trio Odemira, que faz reviver um passado recente, e que o torna intemporal.

Em conclusão podemos dizer que a noite de sábado, no “Inda a Noite É Uma Criança”, valeu a pena.

Anúncios

Novembro 19, 2007

Mingo Rangel no “Inda a Noite é uma Criança”, com Júlio Costa

Mingo Rangel e Júlio Costa

Mingo Rangel e Júlio Costa

Mingo Rangel

Júlio Costa

Júlio Costa

Mingo Rangel aka “Manitas de Oro”

Mingo Rangel esteve no “Inda A Noite é Uma Criança”, com Júlio Costa, um dos fundadores do Trio Odemira.

Ao talento (o homem que tem mais 5 dedos do que os outros nas palavras de Júlio Costa) e magnífico som da viola do Mingo, aliou-se a voz inesquecível do Júlio, em ritmos sul americanos e portugueses tão ao jeito da famosa banda que completou já 50 anos de carreira.

Uma harmoniosa parceria que mereceu os longos e entusiásticos aplausos da assistência.

Site no WordPress.com.