Programa de Festas

Abril 30, 2009

OUT.FEST – Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro

Filed under: festivais — profestas @ 1:11 am
Tags: , , ,

Aí está a 6ª edição do OUT.FEST – Festival Internacional de Música Exploratória do Barreiro.
Vão ser duas semanas de músicas de vanguarda, cinema e outras artes multimédia, com destaque para as estreias nacionais do compositor norte-americano WILLIAM BASINSKI e dos lendários britânicos WHITEHOUSE.

Já a caminho da sua 6ª edição, a grande festa da música invulgar e de vanguarda acontece este ano entre os dias 15 e 29 de Maio e, como habitualmente, as actividades decorrem em diferentes salas da cidade do Barreiro.
O epicentro da festa será o fim de semana de dias 22 e 23 no Auditório Municipal Augusto Cabrita (AMAC) e na colectividade SDUB “Os Franceses” respectivamente, com concertos de William Basinski, Whitehouse, Spectrum, Sei Miguel, Gala Drop, Loosers, Ducktails entre muitos outros, naquele que promete ser o melhor e mais completo cartaz da história do festival.

O destaque vai para a estreia nacional de dois nomes históricos: o compositor norte-americano William Basinski, explorador de misteriosas pontes que parecem ligar tempo e memória; e os polémicos Whitehouse, precursores do noise enquanto género musical, e líderes no campeonato da demolição dos sentidos e colapso de altifalantes. Também única será a oportunidade de testemunhar a recriação de temas dos Spacemen 3 pela mão de Sonic Boom e dos seus Spectrum.

Paralelamente, e pela primeira vez no festival, estará aberto em permanência um espaço multidisciplinar na Escola de Jazz do Barreiro com exposições, instalações, concertos e performances, com destaque para os artistas plásticos Ana Baliza e Edmund Cook, numa composição para rádio e ocorrências visuais dedicada a John Cage.

Na secção de cinema, as sessões dividem-se entre o CineClube do Barreiro e o AMAC onde estará também instalada a estrutura CineCubo, com uma selecção de curtas-metragens programada pelo FIKE – Festival Internacional de Curtas-Metragens de Évora. Serão exibidos documentários sobre artistas como Patti Smith ou Sonic Youth, mas o destaque irá inevitavelmente para Musical Brotherhoods from the Trans-Saharan Highway, documentário sobre as irmandades de músicos de rua das cidades de Marrakesh e Essaouira, com a chancela da editora Sublime Frequencies, bem como para a exibição de Derek Bailey: Playing for friends on 5th street, ocasião para uma homenagem póstuma a uma das figuras maiores da história da música improvisada.

A salientar, por fim, o regresso da instalação interactiva Ouvido Raro, um conceito exclusivo do Out.Fest, na qual o público tem a possibilidade de misturar, em tempo real, peças de diferentes autores e durações, que se repetem indefinidamente, permitindo um número virtualmente infinito de diferentes combinações e composições. Este ano o Ouvido Raro estará online, no site do festival, entre o dia 1 e 31 de Maio, disponível para os aspirantes a compositores e meros curiosos de todo o mundo.

O festival é uma organização da OUT.RA – Associação Cultural, com o apoio da Câmara Municipal do Barreiro.

A programação completa e toda a informação relativa ao festival estão em www.outfest.pt.vu

Anúncios

Abril 28, 2009

Rockastru’s 2009 – 2ª eliminatória

Filed under: concerto,festivais — profestas @ 11:18 pm
Tags: , ,

Março 27, 2009

SKY FEST – World Music, Jazz & Blues – 14 a 17 de Maio

Filed under: blues,festivais,jazz,musica do mundo — profestas @ 11:57 pm
Tags: , , , , ,

EDSON CORDEIRO & KLAZZ BROTHERS

Edson Cordeiro é um daqueles casos raros de sucesso, considerado por muitos um “músico de culto”, devido à sua abrangência e à-vontade em géneros tão diversos como a ópera, o rock, a MPB, o funk, o gospel, o jazz, o flamenco e o samba, cantando em português, inglês, francês, espanhol e alemão. Com os Klazz Brothers, 3 virtuosos músicos de Dresden, Edson Cordeiro apresenta um espectáculo de fusão onde Konigin der Nacht, de Mozart, e Garota de Ipanema, de Jobim, se harmonizam com grande perfeição num alinhamento surpreendentemente encantador.

 

Auditório dos Oceanos no Casino de Lisboa – 14 de Maio – 25€ e 30€

NNEKA

Cantora e compositora, a nigeriana Nneka está de regresso com um novo álbum, No Longer at Ease, um projecto que evidencia os seus instintos criativos, explorando-os num vasto leque de sonoridades inovadoras, numa verdadeira odisseia Afrobeat. Com produção de DJ Farhot, este álbum é muito pessoal e, apesar de musicalmente mais ambicioso, não se afasta do estilo ou rumo habituais de Nneka.

 

 

Auditório dos Oceanos do Casino de Lisboa – 15 de Maio – 25€ e 30€

THE DYNAMICS

Existem desde 2004 e o seu sucesso internacional já bateu recordes. Com origem em Lion, França, a música dos Dynamics é fortemente marcada pelo soul americano harmonizado com os ritmos jamaicanos. O seu estilo único caracteriza-se pela fusão de sonoridades estabelecidas com as mais modernas técnicas de produção, permitindo um sabor vintage que surpreende qualquer público, por muito exigente que seja.

 

Arena Lounge no Casino de Lisboa – 16 de Maio – Entrada gratuita

LILA DOWNS

De origem mexicana, Lila Downs é um fenómeno internacional. Em parceria com o músico e produtor americano, Paul Cohen, Lila Downs assina as próprias composições caracterizadas pela mescla perfeita entre o tradicional folclore mexicano (charangos, kenachos e zampoñas) e os sons modernos das guitarras eléctricas, baixos e baterias. Com 7 álbuns editados, Lila Downs tem conseguido anular fronteiras, apresentando-se como uma cantora e compositora global capaz de esgotar salas por todo o mundo. No Auditório dos Oceanos no Casino Lisboa, apresenta Ojo de Culebra, o seu mais recente projecto.

Auditório dos Oceanos no Casino de Lisboa – 17 de Maio – 25€ e 30€

Informação UAU – www.uau.pt

Dezembro 4, 2008

CANTOS NA MARÉ

Sara Tavares

A sexta edição do Festival Cantos na Maré, decorrerá em Pontevedra entre 10 e 13 de Dezembro.

Dedicado à língua de Camões, o CNM é um encontro de músicos galegos, portugueses, brasileiros e outros da áfrica lusófona.

Como resultado final deste festival, todos os músicos acabam por juntar-se em palco e interpretar um repertório comum, celebrando o acto derradeiro a 13 de Dezembro (sábado) no Pazo da Cultura de Pontevedra.

Um espectáculo grandioso que este ano registará presenças de Sara Tavares e Sérgio Godinho (Portugal), Paulinho Moska (Brasil), Waldemar Bastos (Angola) e Xavier Díaz (Galiza). Dulce Pontes e JP Simões foram outros portugueses que ao longo dos anos integraram o cartaz do Cantos na Maré.


Informação e foto do site Santos da Casa

Novembro 20, 2008

X S. Vicente – Festival de Tunas Universitárias – Aula Magna

A décima edição do festival de tunas S. Vicente é dedicada a Júlio Verne. Para além da tuna anfitriã, a VicenTuna, participam outras cinco tunas. Parte dos lucros revertem a favor do Instituto Português de Oncologia.`

O S.Vicente – Festival de Tunas Universitárias é um festival cujo objectivo é trazer ao público da cidade de Lisboa um espectáculo musical diversificado com tunas de vários pontos do país. É já um dos acontecimentos académicos mais importantes e de maior tradição na agenda cultural da Universidade de Lisboa, mobilizando não só largas centenas de jovens universitários como também o público da cidade de Lisboa.

Na sua décima edição o S Vicente recorda Júlio Verne, escritor visionário cujas obras de ficção sempre englobaram a inovação cientifica e tecnológica, num espectáculo composto pela actuação da Tuna Académica de Lisboa, Estudantina Universitária de Lisboa, Tuna Académica do ISCTE e a ESTAtuna a concurso e ainda a da Tuna anfitriã, ficando a promessa de um espectáculo visual e musical no estilo a que a VicenTuna já vos habituou.

Tal como na edição passada o S. Vicente torna-se num evento solidário, levando a música tunante ao Instituto Português de Oncologia de Lisboa e doando 50% dos lucros a esta instituição.

É no sábado, 22 Novembro, 2008 – 21:00 – Aula Magna

Bilhetes:
1 Entrada – €5
5 Entradas – €20
Caloiros FCUL – €2,5

À venda na Sala da VicenTuna no edifício C3 da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, na Associação dos Estudantes da Faculdade de Ciências de Lisboa e na Aula Magna no dia do espectáculo. Reservas de bilhetes de grupo através do número 217500107 ou através de vicentuna@fc.ul.pt.

sites: Aula Magna

         Vicentuna

Sala: Aula Magna da Universidade de Lisboa

Bilhetes: Sala da VicenTuna, Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e na Aula Magna, no dia do espectáculo

Novembro 9, 2008

FESTIVAL ONE MAN BAND 2008

Filed under: programações — profestas @ 9:04 pm
Tags: , ,

Setembro 24, 2008

Sex.26Set. | Fernando Alvim apresenta TERMÓMETRO08

Filed under: programações — profestas @ 9:03 pm
Tags: , , , ,

 

Ar D’Rato Caffe

Na Sexta-Feira, 26 de Setembro o Ar D’Rato é palco de mais uma eliminatória da 14ª edição do Festival Termómetro 2008 dirigido e apresentado por Fernando Alvim.

Criado em 1994, o Festival desde cedo se destacou ao consagrar como vencedores logo na sua primeira edição os até então desconhecidos Blind Zero (94) a que viriam a juntar-se os Bad Legacy (95), Silence Four (96) Feed (97) e Big Fat Mamma (98).

Ornatos Violeta, Hands on Aproach, Astonishing Urbana Fall, fazem parte dos participantes que ao longo de 14 anos se destacaram no evento, consolidando a sua imagem e tornando-o numa referência quase obrigatória da música moderna nacional.

LAZY LIZARD, MILLION DOLLAR LIPS, OS MASVATI, RODRIGUEZ e LOKOMOTIV STATION são as bandas concorrentes desta 2ª selecção feita em Coimbra, com início marcado para as 23h.

Mais informações em: http://www.termometro-online.com/.

Ao mesmo tempo na pista principal, COIMBRA REMEMBER NIGHTS com uma selecção de clássicos a fazer recordar as noites míticas do “aqui há rato”, “João Ratão” ou do “The Famous Mouse”.

Quem não se lembra?..

sites: Ar D’Rato

e aqui|

Setembro 13, 2008

Festival Internacional Douro Jazz

Filed under: jazz — profestas @ 9:01 pm
Tags: , ,

O Festival Internacional Douro Jazz entra na sua quinta edição, apresentando 56 espectáculos em seis cidades de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Durante um mês, realizam-se concertos em Vila Real, Régua, Bragança, Lamego, Chaves e São João da Pesqueira, com base em parcerias estabelecidas em edições anteriores, às quais agora se associam o Museu do Douro e o Teatro Ribeiro Conceição, de Lamego.

E porque o jazz é uma inspiração sem fronteiras, o programa deste ano junta 80 músicos de seis países, tendo como cabeça de cartaz Vicente Amigo. Usualmente considerado um dos maiores guitarristas vivos e sucessor de Paco de Lucía, Vicente Amigo tem experimentado diversas formas musicais, levando o flamenco a limites sem precedentes.

A abertura do Festival estará a cargo do norte-americano Andy McKee, aclamado por muitos críticos e músicos como o mais promissor guitarrista fingerstyle. Christian Brewer, considerado um dos mais estimulantes saxofonistas britânicos, regressa ao Douro Jazz para nos apresentar o seu novo quinteto.

O dixieland é talvez a mais festiva das variações do jazz. Tendo isso em conta, a edição de 2008 do Douro Jazz integra três formações dixie, sendo uma delas a banda residente do Festival. A Douro Jazz Marching Band percorrerá as localidades que integram o roteiro do Festival, evocando as tradicionais parades ou desfiles, bem ao estilo de Nova Orleães.

Informação daqui, vale a pena ver o programa.

Setembro 10, 2008

Seixal Jazz 2008

Filed under: jazz — profestas @ 6:51 pm
Tags: , ,

O Festival Internacional Seixal Jazz está de volta ao palco do Fórum Cultural do Seixal e aos Antigos Refeitórios da Mundet, desde 17 de Outubro a 1 de Novembro.

O festival abre as portas, a partir do dia 17 de Outubro, com o Seixal Jazz Clube, um espaço de animação e convívio com actuações de músicos nacionais e estrangeiros, exposições e um serviço de bar.

O cartaz principal, que decorre no Auditório do Fórum Cultural do Seixal, tem inicio no dia 29 de Outubro e prolonga-se até ao dia 1 de Novembro, com 2 actuações por dia.

Além dos concertos, estão previstas Exposições, a Feira do Disco e do Jazz, Workshops e o Jazz Vai à Escola, um projecto pedagógico de divulgação do jazz com uma componente prática e de experimentação.

O Seixal Jazz, já considerado um dos melhores festivais internacionais, trouxe aos palcos do Seixal nomes como Laurent Filipe, Tim Hagans, Billy Kilson, Steve Coleman, Benny Golson, Kenny Garrett, Joe Lovano, Ravi Coltrane, Chico Freeman, Chick Corea, Dave Holland, Dave Douglas, Brad Mehldau, entre muitos outros.

Informação da Câmara Municipal do Seixal.

Setembro 7, 2008

VIDIGUEIRA JOVEM – FESTIVAL

Filed under: festivais — profestas @ 2:10 pm
Tags: , , ,

Agosto 24, 2008

FESTIVAL DO NORTE ALENTEJANO – Saberes, sabores e espectáculo

Filed under: festivais,programações — profestas @ 9:09 pm
Tags: , , , , ,

Reparou nos artistas que irão estar neste festival? E no prazer de visitar esta terra tão perto de tudo? Aqui ao lado, do sítio onde estiver…

Dia 26

19h30 – Inauguração presidida pelo Ministro de Estado e das Finanças
19h45 – CROQUETE
20h45 – Filarmónica do Crato
21h45 – PEDRO KHIMA
23h15 – VAYA CON DIOS

Dia 27

19h30 – AVÔ CANTIGAS
21h30 – ADELAIDE FERREIRA e Fernando Girão
23h00 – SORAYA Arnelas

Dia 28

19h30 – JUST GIRLS
21h00 – Fado em Sibemol
21h50 – CAMANÉ
23h15 – JORGE PALMA e Tim

Dia 29

19h30 – 4TASTE
21h30 – JOÃO GIL, Sara Tavares e Shout (Godspell)
23h15 – ROGER HODGSON
Fora de Horas: Bandalismo

Dia 30

19h30 – FM 69.0mf
21h30 – AZEITONAS, Rui Veloso, António Zambujo e Quarteto em Mim
23h00 – JAMES
Fora de Horas: Fiesta Blanca |Enjoy the Spirit from Ibiza|Participação de Miss Madrid, Barcelona, Cáceres e Girona em biquini branco (imagine….) + 4 bailarinas com fogo e 2 DJs

site: Câmara Municipal do Crato

Agosto 13, 2008

III IBERFOLK 5, 6 e 7 de Setembro 2008 em Sortelha

Já mexe mais uma edição do melhor festival do interior, o III IBERFOLK organizado pela associação Transcudania com a colaboração de algumas entidades da região e do pais.
Para estar actualizado com as novidades do evento até a data visite as páginas da associação e do Rodobalho.

Algumas bandas já confirmadas

Rabies Nubis

Adufeiras do Paul

Arranca telhados

Porto folk

Tanira

Nasceu, cresceu e cativou. Concretizou-se em 2007, em Sortelha, para provar que a vontade é o mais importante. Em 2008, ainda que tarde, volta a mostrar que é possível.

A Transcudânia e o cardume gritam com um imenso sorriso: Sortelha recebe o Iberfolk 2008 de 5 a 7 de Setembro. Vai ser uma realidade.

O programa ainda está em construção, mas fica o apelo a que proponham aquele projecto que sempre quiserem concretizar. As ruas e edificios da aldeia são a matéria prima da vossa imaginação.

Como até agora será um festival gratuito construido pelo conjugar de vontades. Por isso, o voluntariado será essencial. Fica desde já o apelo para que se juntem num projecto único de aprendizagem e concretização.

Contamos com todos para tornar Sortelha o lugar da música e dança mágica, porque a magia do património já lá está. Contamos connvosco para passarem palavra ao amigo, ao vizinho, ao cão, ao piriquito, ao inimigo, ao médico”. (Rodobalho)

Não falte….

Agosto 9, 2008

BOOM FESTIVAL 2008 – Idanha-A-Nova

Filed under: festivais — profestas @ 2:01 am
Tags: , , , , , , ,

 

“Chega Agosto e começam os preparativos para o Boom Festival, um dos mais importantes eventos de trance psicadélico da Europa. A sétima edição do mais colorido e cosmopolita dos eventos estivais portugueses instala-se em Idanha-a-Nova entre os dias 11 e 18 de Agosto.

O extenso cartaz musical – 800 artistas de todo o mundo – oferece a banda sonora ideal para noites intermináveis, mergulhadas num ambiente sem par. O cenário natural – 150 hectares nas margens da barragem Marechal Carmona – pinta-se das esperadas cores fluorescentes, que prometem rivalizar com a infalível Lua cheia.

Sem artistas ou palcos privilegiados, o Boom é sobretudo um espaço de interacção. As várias zonas da programação servem o encontro entre diferentes artes (música, pintura, escultura, cinema, fotografia) e formas de estar (das ancestrais práticas de meditação às novas tecnologias), sempre no contexto de uma “cultura global alternativa”.

A singularidade do festival passa também pelo pioneirismo nas preocupações ecológicas. Além disso, é o único que vive apenas das receitas de bilheteira, bares e alugueres de espaço, sem qualquer poluição visual resultante da presença de patrocinadores”.

Todos os dias (portas abrem às 09h do dia 11)
PREÇO – Passe Festival: 160€.

Entrada livre para -12 anos.
OBSERVAÇÕES – Informe-se sobre o preço do bilhete para um dia.

Informações: 219382219, 277208140.

Irá ser na Herdade do Torrão.

Com Matt Black, Boxcutter, Blasted Mechanism, Extrawelt, Gocoo, DJ Ride, entre outros.
site do Boom Festival

Agosto 8, 2008

DIA INTERNACIONAL DA JUVENTUDE – MARINHA GRANDE

A Câmara Municipal da Marinha Grande comemora o Dia Internacional da Juventude no próximo dia 12 de Agosto (terça-feira), a partir das 15 horas, no Parque Mártires do Colonialismo, na Marinha Grande . A entrada é livre.

A CISCO junta-se à Câmara Municipal da Marinha Grande na organização das Comemorações do Dia Internacional da Juventude, e apresenta uma mão cheia de propostas musicais a terem lugar no Parque Mártires do Colonialismo a 12 de Agosto.

Mas o dia não é só de Música, por isso estão todos convidados a aparecer no Parque, logo ao início da tarde, para dar uma espreitadela e participar nas actividades que ali decorrem. Quanto à Música… Há para todos os gostos.

A partir das 19h30 . Palco do Parque dos Mártires do Colonialismo
Mega Concerto com as bandas
:

CANKER (www.myspace.com/cankerband): Já com bastantes anos de experiência e muitas horas de palco, os Canker prometem dar o espectáculo a que há muito nos têm vindo a habituar, com a sua enérgica e poderosa postura em palco.

MADAME GODARD (www.myspace.com/madamegodard): Não são própriamente novos nestas andanças, há quase 10 anos anos atrás, os Madame Godard partilhavam palco com os belgas dEUS e os Gomez no emblemático Festival Paredes de Coura. Agora, passado o período inactivo, o colectivo volta para ser um dos Novos Talentos 2008 da Música nacional.

ZÉ PEDRO DOS XUTOS (www.myspace.com/zepedrodosxutos): E daqui é só de esperar alegria e boa disposição, se possivel com uma cervejinha na mão. A música popular portuguesa com um toque de Fado e umas quantas histórias para a malta rir e descontrair… Ou não!

SUB-X & Convidados (www.myspace.com/subeex): Cria a sua própria moda. E volta, nada mais nada menos, ao lugar onde há dois anos atrás se estreou ao público, no Parque Mártires do Colonialismo. Sub-X convida amigos e não faltará Hip-Hop para todos.

CALIBRE 4 (www.myspace.com/ultimopiso): É mais uma prova de que o Hip-Hop da Marinha Grande está em grande crescente e não é sol de pouca dura. Os Calibre 4 juntaram-se recentemente ao colectivo “Último Piso”.

 Os espectáculos são às 19h30.

Fonte: Musicatotal

 Câmara Municipal da Marinha Grande

Julho 28, 2008

14-15 Agosto:Buraka.Naifa.Deolinda.Dead.Algazarra.TreeDance

O festival M.U.N.D.O. realiza-se a 14 e 15 de Agosto em Viana do Castelo.

Sendo um festival de músicas do mundo, pretende ir além da tradicional abordagem étnica, procurando antes a mescla patente em fenómenos musicais oriundos dos mais diversos pontos do planeta que reflectem uma nova urbanidade no quadro desta nossa aldeia global. Portanto, sem pré-requesitos quanto a origens geográficas, mas com exigências na latência de uma nova musicalidade global.

Como que a prová-lo, neste primeiro cartaz, essa globalidade é encontrada exclusivamente no território português. No angolano kuduro produzido em Lisboa que está a conquistar os maiores festivais da Europa, leia-se Buraka Som Sistema. Nas paisagens musicais que os Dead Combo desenham de Alfama ao Velho Oeste. Na revisitação da guitarra portuguesa e de um certo fado que A Naifa faz à luz de electrónicas recentes…

E neste particular, numa diversificada paleta que a novíssima música portuguesa está a assumir e que é urgente (re)conhecer. Para além dos Buraka Som Sistema, cabe aqui o furor balcânico/magrebino/jamaicano/africano da fanfarra Kumpania Algazarra, o drum ‘n’ bass a batuques e didgeridoo dos Olive Tree Dance, os ritmos e danças africanos dos Madandza, o regresso da canção popular portuguesa pelos Deolinda e canção pop polvilhada a mundo dos regressados Madame Godard.

No capítulo do djing, o M.U.N.D.O apresenta uma selecção espelho destas diversidades e contágios musicais: Raquel Bulha (Antena 3), Balkan Beats, Selecta Xibata e AeroSoul.

Para além da música, o festival inclui workshops de dança e uma mostra-exposição, a decorrer nos mesmos dias dos concertos, e duas sessões de cinema ao ar livre que se realizam a 11 e 13 de Agosto.

O festival Mais Umas Noites De Ócio realiza-se dentro das muralhas do Castelo de Santiago da Barra, no centro da cidade, encostado à foz do rio Lima e com capacidade para cerca de cinco mil pessoas. Por esta altura, a região de Viana do Castelo é, ela própria, exemplo de multiplicidade étnica e cultural com a afluência de centenas de milhares de turistas nacionais e estrangeiros, emigrantes e imigrantes.

Dia 14
Buraka Som Sistema
http://www.myspace.com/burakasomsistema
Kumpania Algazarra
http://www.kumpaniaalgazarra.com, http://www.myspace.com/kumpaniaalgazarra
Olive Tree Dance
http://www.olivetreedance.com, http://www.myspace.com/olivetreedance
Madandza
http://www.myspace.com/madandza
dj’s: Raquel Bulha (dj set. Antena 3)
Balkan Beats (dj set)

Dia 15
A Naifa
http://www.anaifa.com, http://www.myspace.com/anaifa
Dead Combo
http://www.deadcombo.net, http://www.myspace.com/deadcombo
Deolinda
http://www.myspace.com/deolindalisboa
Madame Godard;
http://www.madamegodard.com, http://www.myspace.com/madamegodard

dj´s:
Selecta Xibata (live act)
Aerosoul (live act)

Castelo de Santiago da Barra
Abertura de portas às 20h00 – Preços –  dia: 15 €; 2 dias: 20 €

Actividades paralelas: Cinema ao ar livre – Anfiteatro do Jardim Marginal, 22h00

Dia 11 – Buena Vista Social Club, de Wim Wenders

Dia 13 – Fados, de Carlos Saura

Dias 14 e 15 – Workshops de dança – africana, oriental, balcânica e folclórica)
Anfiteatro do Jardim Marginal, 17h00

Dias 14 e 15

Projecto Viana-Conakry
(exposição-mostra da expedição que uniu as duas cidades)
Castelo de Santiago da Barra, a partir das 20h00

Festival M.U.N.D.O myspace

Julho 19, 2008

DÍNAMO – FESTIVAL DE MÚSICA EXPLORATÓRIA – BARCELOS

Filed under: cinema,festivais,música — profestas @ 10:22 pm
Tags: , , ,

Sexta, 25 Julho

Cinema
Biblioteca Municipal :: 14h30
“Eros + Massacre”, Kiju Yoshida

Música
Igreja do Bom Jesus da Cruz :: 22h00
Jean-Luc Guionnet (solo) // órgão de tubos

Música
Biblioteca Municipal :: 23h00
Nikos Veliotis / Klaus Filip

Mattin / Axel Dörner / Alfredo Costa Monteiro

Sábado, 26 Julho

Cinema
Biblioteca Municipal :: 14h30
“Godspeed You! Black Emperor”, Mitsuo Yanagimachi

Música
Igreja da Nossa Senhora do Terço :: 17h00
Ko Ishikawa / Klaus Filip

Música
Biblioteca Municipal :: 18:30
Alfredo Costa Monteiro (solo) // performance poesia sonora

Música
Biblioteca Municipal :: 22h00
Masahiko Okura / Nikos Veliotis / Axel Dörner

Annette Krebs (solo)

Mattin / Taku Unami / Jean-Luc Guionnet

Domingo, 27 Julho

Cinema
Biblioteca Municipal :: 14h15
“In 10000 Yeards”, Isao Okishima

Cinema
Biblioteca Municipal :: 15h45
“Prisioner / Terrorist”, Masao Adachi

Música
Igreja da Nossa Senhora do Terço :: 18h00
Ko Ishikawa / Masahiko Okura / Jean-Luc Guionnet

Música
Biblioteca Municipal :: 19h00
Alfredo Costa Monteiro (solo) // gira-discos

Música
Biblioteca Municipal :: 22h00
Axel Dörner / Klaus Filip

Taku Unami / Annette Krebs / Nikos Veliotis

Todos os Dias, 25-27 Julho

Cinema
Museu de Olaria :: 10-17h
“MA: Space Time in the Garden of Ryoanji”, Takahiko Iimura

“In the River”, Takahiko Iimura

Cinema
Biblioteca Municipal :: 10-20h
“Imago”, Nikos Veliotis

Cinema

Biblioteca Municipal :: 10-20h
“Untitled”, Sandra Gibson / Luis Records

Instalação
Museu de Olaria :: 10-17h
“Field, Recording, And So On”, Mitsuhiro Yoshimura

Instalação
Sala Gótica dos Paços do Concelho :: 10-17h
“Nakano-Ku-2”, Radu Malfatti

Consulte o Dínamo Festival

Julho 14, 2008

FESTIVAL ANDANÇAS – Carvalhais – S. Pedro do Sul

Energias e sinergias entre Música, Dança e o Mundo, entre cidadãos do mundo ávidos de partilhar saberes, fazem deste Festival um caso especial. No Editorial publicado neste site, lê-se:

Como vem sendo nossa tradição, será possível aprender este ano no Andanças mais de meia centena de estilos de dança diferentes: este é o resultado das sinergias que se geram entre cidadãos do mundo ávidos de partilhar saberes. Entre as novidades deste ano salientamos uma oficina de danças portuguesas (as Pauliteiras de Miranda do Douro, a prova de que as tradições estão vivas e em andamento!), um estilo americano (Lindy Hop) e outro cabo-verdiano (Canizade). Lindy Hop é o ritmo que originou o swing e posteriormente o rock. É a famosa crazy dance dos anos 30, nascida no Harlem, o mais conhecido bairro negro de Nova Iorque. Foi a partir do Lindy Hop e respectiva riqueza coreográfica, permeada de loucos passos aéreos e solos, que a partir dos anos 50 surgiram diferentes estilos de rock’n’roll e swing, como o jive, o rock acrobático e outras variações. Quanto à dança cabo-verdiana, muito popular no Andanças, é normalmente associada aos ritmos musicais mais populares, como a morna, a coladeira, o funaná, o batuque, o colá e o talaia-baixo. Mas persiste, sobretudo nas ilhas de Boa Vista, Santo Antão, Brava e São Nicolau, a tradição de danças como o xotice, a contradança, a mazurca, a polca e… o canizade. Esta última estará presente no Andanças este ano pela primeira vez. Tem uma curiosidade única: os dançantes não devem ser reconhecidos, razão pela qual colocam uma máscara enquanto dançam… Leve portanto uma máscara consigo, ou fabrique uma no Andanças antes de fazer esta oficina!

Quanto aos bailes, continuamos a explorar a incrível diversidade de danças europeias: húngaras, balcânicas, bascas, ciganas, bálticas, belgas, do poitou, italianas, galegas, catalãs, mediterrânicas, etc. Vale ainda a pena prestar atenção aos inúmeros instrumentos pouco comuns que serão ouvidos no Andanças, como o kannel (saltério báltico tocado pelos Viis, Estónia) ou o Trikitixa (acordeão diatónico tocado pelos Patxi Eta Konpania, País Basco). Para além de alimentar a curiosidade pela diversidade, o Andanças procura ainda lembrar que a música popular (também) é sinónimo de identidade e muitas vezes de sobrevivência: para minorias étnicas como os Chango, que vivem no norte da Roménia, a participação dos Észtenas (Hungria) no Andanças pode ser a única maneira que possuem de nos fazerem saber que existem. Em relação a grupos portugueses, alguns nascidos em anteriores edições do Andanças, muitos irão ao Festival apresentar os seus novos projectos discográficos: importa estar atento e ficar a par das novas tendências em música de dança.

O Andanças encerrará com um baile abrilhantado pela magnífica Banda Filarmónica de Castro Verde, após um desfile por onde esvoaçará um pássaro gigante (uma colaboração do Teatro Acert). Golpe de Asa é o nome de uma magnífica produção teatral de rua que consubstancia muita da magia do Andanças: o imaginário popular complementado por um imaginário contemporâneo para veicular o desejo de que a relação humana com a natureza seja uma relação de esperança num futuro centrado na paz, na poupança de recursos, no trabalho comunitário, na igualdade e na diversidade. Central à produção estará uma estrutura em forma de pássaro, movida a energias limpas: um pequeno motor eléctrico e muita mecânica fazem movimentar todas as partes desta marioneta gigante (3,5 t), tal como os 1000 voluntários do Andanças fazem rodar o nosso imenso Festival…

“Andanças é um festival de dança e música popular de todo o mundo”
 

Convém ler o Programa, publicado no Pedexumbo.

Julho 13, 2008

METAC IN VISO 2008 – GUARDA

Filed under: festivais — profestas @ 5:17 pm
Tags: , , ,

É nos próximos dias 25 e 26 de Julho que se realiza mais uma edição do Festival “METAC IN VISO 2008”, no Distrito da Guarda.

No recinto do festival há um miradouro para o Rio Douro, e há espaço também para um parque de campismo com acesso gratuito.

No dia 26, sábado, para além da música, há desportos radicais durante a tarde.

site: METAC

Julho 12, 2008

Manta 2008 – Festival – Centro Cultural Vila Flor

Liars, The National e Rinôçérôse, compõem o cartaz deste ano da MANTA que promete arrastar, de 17 a 19 de Julho, todos os amantes da música que passarem por Guimarães.

Sem esquecer a presença dos DJ Tam, Manuela Azevedo e Luís Machado.

Com um programa que abrange essencialmente o género rock, a MANTA conta com três actuações de peso. Para terminar a noite estão agendados os três dj’s nacionais já referidos, que animarão o público até às 02h00.

O Manta decorre nos jardins do Centro Cultural Vila Flor e acabou por só ganhar o seu nome na segunda edição, em 2007, porque, segundo Marta Ferreira, do Departamento de Comunicação do Centro, terem sentido “necessidade de dar uma identidade aos concertos nos jardins”, e porque nesses concertos, as pessoas estendiam-se ou cobriam-se, dependendo da temperatura, em (com) mantas.

Este ano, e em vez de se prolongar ao longo de um mês, o Manta é concentrado em três dias: 17, 18 e 19 de Julho. Não falte

17 Julho – Liars e DJ Tam

18 Julho – The National e DJ Manuela Azevedo

19 de Julho – «Rinôçérôse» e DJ Luis Machado

Por Concerto: 10€
Todos os Concertos: 25€

Julho 11, 2008

Festival Ollin Kan Portugal

Filed under: festivais,musica do mundo — profestas @ 2:16 am
Tags: , , ,

O Festival Internacional das Culturas em Resistência Ollin Kan abre agora uma nova sede, localizada em Portugal.

Com o apoio da produtora independente Bartilotti Produções, este festival sai pela primeira vez da Cidade do México e abre a sua primeira sede alternativa em território europeu.
É o início de um festival que se torna itinerante, levando consigo a mensagem do mundo alternativo a diversas cidades do Planeta.

O Festival Ollin Kan Portugal vai ser levado a cabo de 31 de Julho a 02 de Agosto de 2008, durante 3 dias, e dará início a uma importante programação de artistas mexicanos, indianos, africanos, venezuelanos, franceses, espanhóis e portugueses.

A cidade de Vila do Conde será a sede deste primeiro Festival.

Os concertos irão-se realizar durante os 3 dias do Festival junto ao Cais da Alfândega (em frente à Nau) com 2 palcos que funcionarão alternadamente das 18h00 à 01h00.

Os concertos são gratuitos.

site: este

E tu, have a nice day.

Página seguinte »

Site no WordPress.com.