Programa de Festas

Abril 27, 2009

Edna Pimenta canta Brasil – Lisboa

No Auditório Ruy de Carvalho, em Oeiras, Carnaxide, em 17 de Maio, às 22h15

 No Auditório Eunice Munõz, em Oeiras, em 11 de Junho, às 22h15

Entrada – 8.00€

Plateia – bilhetes online

Setembro 8, 2008

NEY MATOGROSSO * A OUSADIA ESTÁ DE VOLTA

O regresso de Ney Matogrosso à ousadia do tempo dos Secos e Molhados está de volta e Portugal não podia ficar de fora da apresentação deste grande show. Os Coliseus de Lisboa e Porto vão receber “Inclassificáveis”, o novo espectáculo do artista brasileiro.

19 DE OUTUBRO (COLISEU PORTO)
ABERTURA DE PORTAS * 21H00
INÍCIO DO ESPECTÁCULO * 22H00

21 DE OUTUBRO (COLISEU LISBOA)
ABERTURA DE PORTAS * 21H00
INÍCIO DO ESPECTÁCULO * 22H00

“Inclassificáveis” é um espectáculo de música popular brasileira com uma roupagem pop que tem direcção musical de Emílio Carrera, ex-integrante do grupo Secos e Molhados. O cantor incorpora no reportório canções novas e clássicos da MPB.

“O Tempo não pára” (Cazuza), “Divino e Maravilhoso” (Caetano Veloso), “Um Pouco de Calor” (Dan Nakanawa), “Ouça-me” (Itamar Assunção) e “Inclassificáveis” (Arnaldo Antunes) estão entre as músicas escolhidas por Ney Matogrosso. O novo espectáculo conta com figurino de Ocimar Versolato e cenário de Milton Cunha.

Em palco Ney é acompanhado por Carlinhos Noronha (baixo), Júnior Meirelles (guitarra e violão), Sérgio Machado (bateria), Emilio Carrera (piano, teclado e direcção musical), DJ Tubarão (percussão e pick up) e Felipe Roseno (percussão).

Em Outubro de 2007, quando estreou em São Paulo (no Citibank Hall), “Inclassificáveis” mostrou imediatamente ao que vinha: bilhetes esgotados com antecedência, frisson na plateia e o regresso de Ney Matogrosso ao universo exuberante do qual se havia afastado nos trabalhos mais recentes.

Alguns meses depois, em Janeiro de 2008, Ney Matogrosso levou “Inclassificáveis” para o Rio, depois de percorrer algumas cidades, e o sucesso foi ainda maior: duas semanas de casa cheia no Canecão.

“Gosto de fazer uma coisa mais solta, mais para fora, e intercalar com outras menos – gosto desse movimento. E acredito que o público também. Eles sabem desse meu lado e talvez sintam falta. Mas fiz porque era uma necessidade minha, mesmo.” Ney Matogrosso.
“Por eu ter feito um show que era um recital (“Canto em qualquer canto”), me interessava fazer alguma coisa mais pop. Enquanto fazia aquele trabalho, já estava procurando repertório para esse – e eu sabia que ele teria muitas coisas inéditas. Me interessava voltar a um trabalho mais pop; não rock, mas próximo ao rock.”

Preços: COLISEU PORTO
CADEIRA DE ORQUESTRA * 50 EUROS
1ª PLATEIA * 40 EUROS
2ª PLATEIA * 33 EUROS
TRIBUNA * 35 EUROS
CAMAROTE 1ª * 33 EUROS
CAMAROTE 2ª * 18 EUROS
BALCÃO POPULAR * 30 EUROS

Preços:COLISEU LISBOA
CADEIRA DE ORQUESTRA * 60 EUROS
1ª PLATEIA * 50 EUROS
2ª PLATEIA * 40 EUROS
CAMAROTE 1ª (FRENTE) * 40 EUROS
CAMAROTE 1ª (LATERAL) * 35 EUROS
CAMAROTE 2ª (FRENTE) * 35 EUROS
CAMAROTE 2ª (LATERAL) * 25 EUROS
BALCÃO CENTRAL * 35 EUROS
BALCÃO LATERAL * 30 EUROS

Venda de bilhetes: WORTEN, FNAC, CTT, COLISEUS DE LISBOA E PORTO,
AGÊNCIAS VIAGENS ABREU, AGÊNCIAS ABEP E ALVALADE, MEGAREDE,
BULHOSA (OEIRAS PARQUE E C.C. CIDADE DO PORTO), BLISS (FORUM MONTIJO)
E TICKETLINE (RESERVAS: +351 707 234 234 E WWW.TICKETLINE.PT)

site oficial e myspace: www2.uol.com.br/neymatogrosso

Informação de:

 Everything Is New

Agosto 18, 2008

OI ELIS – Susana Travassos – Teatro das Figuras

Algarvia de gema, Susana Travassos é natural de Vila Real de Sto. António, local onde cresceu e vivenciou a profusão de estilos musicais que a marcariam como artista.

No universo de Susana Travassos vivem muitos sons. Entrelaçados pelas influências marcantes que encontrou no Tango, no Jazz, no chorinho, no samba, na bossa nova, resistem os traços do ser português e da importância da língua portuguesa na sua música. 2008 é o ano do seu primeiro trabalho discográfico a solo, Oi Elis, uma homenagem a Elis Regina.

Nota relevante para entender as interpretações da Susana é que ela não pretendeu aproximar-se do mundo sonoro de Elis Regina; quis, antes, recriar as suas músicas, trazê-las para o seu mundo, para depois as devolver com um pouco de si e da sua cultura.

Em 23 de Agosto de 2008, às 22h00 – Teatro das Figuras – Teatro Municipal de Faro

HORÁRIO DE BILHETEIRAS – De terça a sábado das 13h às 19h 30.
Nos dias do espectáculo, até ao seu início.

http://www.ticketline.pt – RESERVAS: 707 234 234
http://www.plateia.iol.pt – RESERVAS: 21 434 63 04
Lojas FNAC e Agências de Viagens Abreu

Tef. 289 888 110.

PRODUÇÃO: Jornal do Algarve

Teatro Municipal de Faro

Agosto 2, 2008

Vanessa da Mata – Vilamoura – 8 de Agosto

Filed under: concerto,música brasileira — profestas @ 9:43 pm
Tags: , ,

Há tempos, começou a circular nas rádios uma canção que despertou uma curiosidade imediata, mesmo para quem, à primeira, não identificou a voz feminina que cantava “Boa sorte” ou a voz masculina que cantava “Good luck”.

Ela era Vanessa da Mata. Ele, Ben Harper. Esse dueto foi o magnífico single de apresentação do novo álbum da cantora brasileira, “Sim”. É para o apresentar que regressa a Portugal.

Mesmo quando ainda não sabia tocar um único instrumento, a jovem de Mato Grosso já se destacava por uma espantosa sensibilidade musical e por uma invulgar fertilidade criativa. “Meu processo autoral é loucura mesmo, tenho uma imaginação muito fértil, gosto de inventar”, explica Vanessa.
Então, como hoje, tinha centenas de composições na gaveta. Em vez de as guardar todas para si, emprestou-as a nomes como Maria Rita, Daniela Mercury e Maria Bethânia. As outras colocou no álbum homónimo que a deu a conhecer como uma das maiores revelações da música brasileira.

O disco que se seguiu, “Essa Boneca Tem Manual”, mostrou que era muito mais que uma nova coqueluche da MPB. “Sim”, o terceiro trabalho, tem o carimbo da confirmação. O Brasil rendeu-se a esta voz sedutora, cristalina, expressiva e de uma elasticidade à prova de etiquetas. Em Portugal aconteceu o mesmo.

telefone 289320700

LOCAL – Vilamoura, The Lake Resort – Praia da Falésia – Apartado 811

Dia 08-08-2008 – Sexta às 22h00 – PREÇO 30€.

http://www.vanessadamata.com.br/imprensa.asp

Julho 6, 2008

CHICLETE COM BANANA – Porto – 19 de Julho

Junho 19, 2008

Maria Rita em Lisboa e no Porto

Filed under: concerto,música brasileira — profestas @ 2:52 pm
Tags: , , ,

É um dos maiores novos talentos da música brasileira. Os dois primeiros discos surpreenderam crítica e público e deixaram este e outro lado do Atlântico à espera de novo capítulo. Ele chegou com o nome de “Samba Meu” e agradou. Maria Rita regressa a Portugal para dois concertos no Coliseu de Lisboa (24 e 25 de Junho) e um no do Porto (27 de Junho).

Longe vai a obsessão com a herança genética de Maria Rita. Pelo menos, já não é por aí que começam as conversas. A forte, doce e quente personalidade vocal da filha de Elis Regina e César Camargo tornou-a uma diva por mérito próprio, título que três Grammy vieram sublinhar.

Se o álbum de estreia homónimo foi a surpresa e se “Segundo” foi a confirmação, este “Samba Meu” segue o mesmo caminho de sucesso e volta a cair no goto da crítica. O disco “pega num grupo de sambas com o mais leve toque possível, usa quase só instrumentos acústicos, entra e sai de harmonias jazzísticas e canta num tom casual que reconhece o desejo nas canções mas não se deixa vergar por ele”, escreveu o “New York Times”.

Coliseu de Lisboa – 24 e 25 de Junho às 22h00
Bilhetes
Cadeiras de Orquestra – 60€
1ª Plateia – 50€
2ª Plateia – 40€
Balcão Central – 35€
Balcão Lateral (S/ Marcação – Vis. Reduzida) – 30€
Galeria de pé – 20€
Camarotes de 1ª Frente (6 pessoas) – 240€
Camarotes de 1ª Lado (5 pessoas) – 175€
Camarotes de 2ª Frente (6 pessoas) – 210€
Camarotes de 2ª Lado (5 pessoas) – 125€

Coliseu do Porto – 27 de Junho às 22h00
Cadeira de Orquestra – 50,00€
1ª Plateia – 40,00€
2ª Plateia – 33,00€
Tribuna – 35,00€
Camarote de 1ª – 33,00€
Camarotes 2º – 18,00€
Frisa – 30,00€
Balcão Popular – 30,00€
Galeria – 25,00€
Geral – 20,00€

Locais de venda

Bilheteiras
www.ticketline.pt
Lojas Fnac
Agência ABEP
Agência Alvalade
Lojas Worten

www.maria-rita.com

Maio 26, 2008

MILTON NASCIMENTO E JOBIM TRIO – Novas Bossas – 18 de Julho

“Tom Jobim costumava dizer que Milton Nascimento era o único cantor capaz de alcançar o tom original de suas composições.

Reza uma lenda que foi na mineira Diamantina onde João Gilberto ensaiou exaustivamente a batida de violão, que nasceu a bossa nova, no Rio de Janeiro. Nada mais apropriado, portanto, que o mais mineiro dos cariocas, Milton Nascimento, se una ao Jobim Trio para celebrar o cinquentenário do género com o lançamento do CD “Novas Bossas”, cuja digressão passa pelo Coliseu de Lisboa, dia 18 de Julho”. 

Milton Nascimento e Jobim Trio estarão em Portugal, prestando homenagem aos 50 anos da Bossa Nova, no Coliseu dos Recreios de Lisboa, no dia 18 de Julho, criando um disco de homenagem aos 50 anos da Bossa Nova.

O Jobim Trio prossegue o género musical de Tom Jobim, sendo integrao por Paulo e Daniel Jobim, e Paulo Braga.

O início do concerto está marcado para as 22 horas.

E bilhetes custam …

60€ – Cadeiras de Orquestra
50€ – 1ª Plateia
40€ – 2ª Plateia
35€ – Balcão Central
30€ – Balcão Lateral (S/ Marcação – Vis. Reduzida)
20€ – Galeria de pé
240- €Camarotes de 1ª Frente (6 pessoas)
175€ – Camarotes de 1ª Lado (5 pessoas)
210€ – Camarotes de 2ª Frente (6 pessoas)
125€ – Camarotes de 2ª Lado (5 pessoas)

 
Reserva de Bilhetes – Coliseu – Tel.: 21 324 05 80 (das 10H00 às 19H30 2ª a 6ª feira), e venda nos sítios habituais.

Ticketline – Tel.: 707 234 234 (das 11H00 às 20H00 2ª a 6ª feira das 13H00 às 20H00 Sábados, Domingos e Feriados)

Sites:

Coliseu

Everything is New

Maio 1, 2008

Bebel Gilberto na Casa da Música e na Aula Magna

Filed under: concerto,música brasileira — profestas @ 10:15 pm
Tags: , , ,

A diva da música brasileira, Bebel Gilberto, vem a Portugal apresentar o novo álbum “Momento”, com dois concertos imperdíveis, dia 12 de Maio na Casa da Música e dia 13 de Maio na Aula Magna.

Filha de Miucha e João Gilberto e sobrinha de Chico Buarque, o talento corre-lhe no sangue desde tenra idade. Com apenas 7 anos cantou no primeiro álbum a solo da mãe e aos 9 já estava em palco com o lendário saxofonista Stan Getz no Carnegie Hall em Nova Iorque, a participar num Festival de Jazz.

O primeiro trabalho a solo de Bebel Gilberto chegou em 1986, com um EP homónimo. Durante a década de 90 colaborou com diversos artistas, como Arto Lindsay, Thievery Corporation, David Byrne e Caetano Veloso, com os quais alargou os horizontes musicais.

Em 2000 editou o primeiro disco a solo, “Tanto Tempo”, muito aclamado pela crítica e que lhe valeu a nomeação para dois Grammys Latinos e vendas superiores a um milhão de exemplares!

Passados 4 anos, lançou “Bebel Gilberto” e prepara-se agora para editar “Momento”, o terceiro álbum da carreira. O novo registo é uma mistura entre a graciosa electrónica e o encanto da simplicidade acústica. Em “Momento” encontram-se três brilhantes versões: “Caçada” de Chico Buarque; “Tranquilo” de Kassim e “Night & Day” de Cole Porter.

Em Maio, Bebel Gilberto vem a Portugal para dois aguardados concertos, dia 12 na Casa da Música no Porto e dia 13 na Aula Magna em Lisboa. 

Datas e locais:

Casa da Música, Porto – 12 de Maio às 22h
Aula Magna, Lisboa – 13 de Maio às 22h

Bilhetes e locais de venda:

Casa da Música – 23 euros
Aula Magna – 23 euros anfiteatro, 30 euros doutorais

Casa da Música, Worten, Fnac, CTT,
Agências ABEP e Alvalade, Bulhosa (Oeiras Parque), e
Ticketline: (Reservas: +351 707 234 234) e www.ticketline.pt

Sites: www.bebelgilberto.com

Abril 26, 2008

Celso Fonseca – Porto – Lisboa

Filed under: música brasileira — profestas @ 8:06 pm
Tags: , , ,

 O compositor, produtor e intérprete, Celso Fonseca vem a Portugal apresentar o álbum “Feriado”, descrito pelo autor como a banda sonora perfeita “para calçar um par de chinelos, relaxar e curtir uma bela paisagem”.

Já colaborou com muitos nomes importantes do Brasil, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Daniela Mercury, Adriana Calcanhotto, Ney Mattogrosso, Carlinhos Brown, Virgínia Rodrigues.

E em 2003, com o lançamento de “Natural” pela famosa editora belga Crammed, a sua popularidade levou-o a ser considerado com um renovador ou revolucionário da bossa nova.

Na sua vinda a Portugal, apresentará o referido álbum – “Feriado” – , o mais recente álbum de originais.

A 21 de Maio estará no Cinema Batalha, no Porto, às 22h00.

1ª Plateia: 25,00€

2ª Plateia: 22,50€

Balcão: 20,00€

Início do Evento : 22h00

E a 22 de Maio, na Aula Magna, em Lisboa, também às 22h00

Anfiteatro : 25,00€

Doutorais: 35,00€

Bilhetes à venda: ticketline, Agência Alvalade, ABEP, Lojas Fnac, Lojas Worten, Lojas Bliss, Livrarias Bulhosa, CTT, Agências Abreu, Megarede, local do espectáculo no dia dos concertos

Abril 16, 2008

Chico César e Paulinho Moska

O Teatro São Luiz recebe o magnífico encontro de dois dos mais talentosos compositores e intérpretes da nova geração da música brasileira: Chico César e Paulinho Moska.

De origens geográficas diferentes e experiências de vida distintas, Chico César e Paulinho Moska são exemplos da diversidade e riqueza musicais do Brasil. Fruto de uma longa colaboração e de uma admiração mútua, o espectáculo que apresentam em Lisboa reflecte a extraordinária cumplicidade e a imensa afinidade entre ambos.

É um espectáculo inserido no Ciclo Outras Lisboas, por ocasião do Ano Europeu do Diálogo Intercultural.

Dia 28 de Abril de 2008 – Teatro Municipal São Luiz – Lisboa – 21h00

Entretanto, sabe-se que farão mais dois espectáculos:

– 26 de Abril, na Casa das Artes, em Famalicão

-30 de Abril no Cine-Teatro de Alcobaça

Abril 12, 2008

Couple Coffee & Band – 22 de Abril

No Jardim de Inverno  – Teatro Municipal São Luiz, a 22 de Abril, há o concerto dos Couple Coffee, com base no seu novo álbum: «Young and Lovely – 50 anos de Bossa Nova».

Foi no ano passado que editaram o álbum «Co’as Tamanquinhas do Zeca”.

Os Couple Coffee: Luanda Cozetti (voz) e Norton Daiello (baixo eléctrico).

Mas ouvir-se-ão também Ruca Rebordão (percussões) e Sérgio Zurawski (guitarra eléctrica).

Irão interpretar temas de António Carlos Jobim, João Gilberto, Vinicius de Moraes, Carlos Lyra, Roberto Menescal e Nilton Mendonça, e outros.

“Há meio século que a bossa nova se recusa a envelhecer, eterna lição de balanço num mundo para sempre em dívida com o legado de Jobim e Gilberto. Os Couple Coffee de Luanda Cozetti e Norton Daiello apresentam agora uma visita a esse universo.

 Depois do toque tropical impresso em Zeca Afonso, vem o olhar sobre a grande invenção da modernidade brasileira, quando o samba se cruzou com o jazz e João Gilberto impregnou a canção de classe”.

 

Create a free website or blog at WordPress.com.