Programa de Festas

Novembro 19, 2008

EXPOSIÇÃO de FOTOGRAFIA “Vidas Todos Os Dias” no BARREIRO | 22-Novembro » 28-Dezembro | Auditório Municipal Augusto Cabrita

Câmara Municipal do Barreiro

Junho 27, 2008

Exposição Fotográfica “Abstractos Carnavalescos” – Colorida Galeria de Arte

“Carnaval é uma explosão de cor, som, alegria e movimento que contagia todos que têm o privilégio de compartilhar este momento. As fotos de Marcio Pilot são pura música e movimento. Ao vê-las o público embarca em uma viagem para a Avenida, e tem o prazer de estar em um lugar aonde a alegria é a nota dominante. Sejam bem-vindos à Avenida de Marcio Pilot!”

ABSTRACTOS CARNAVALESCOS é o título dr uma exposição fotográfica de Márcio Pilot.

Inauguração: 05 de Julho às 19:00 horas

Patente até 31 de Julho, de Terça à Sábado, das 13:30h às 19:00h.

 

Colorida Galeria de Arte
Rua Costa do Castelo 63, Lisboa
Tel 211 512 142
www.colorida.pt

Junho 22, 2008

” FUMANDO ESPERO” – Galeria Valbom

No dia 21 de Junho, das 16h00 às 19h30, inauguração da Exposição de fotografia ” FUMANDO ESPERO“, de ROBERTO SANTANDREU em colaboração com o Pintor FRANCISCO ARIZTÍA.

A Galeria situa-se na Av. Conde de Valbom, nº 89-A, em Lisboa
Tel. 21 7801110
Horário: De Segunda a Sábado das 13h00 às 19h30

Site a consultar aqui.

Junho 16, 2008

Colorida Galeria de Arte – Cromogenias – Exposição

“Com a série “Cromogenias”, Pepo Alcalá (Málaga, 1973) averigua os limites da fotografia abstracta. Para isso trata de criar com ferramentas fotográficas, um mundo imaginado, modelado pela fantasia através de uma viagem interior.

Não são imagens digitais criadas informaticamente. As matérias-primas de “Cromogenias” são a água e o vinho, os quais Pepo, com auxílio da luz busca a transparência destes elementos, fazendo com que adquiram formas e cores completamente abstractas, mas fotografando exclusivamente a realidade.

Este artista espanhol nos demonstra que a fotografia não se baseia somente na observação e captação do natural mas permite criar imagens de grande beleza.

Patente de 17 de Junho a 12 de Julho, de Terça à Sábado, das 13:30h às 19:00h.

Colorida Galeria de Arte
Rua Costa do Castelo 63, Lisboa
Tel 211 512 142
http://www.colorida.pt/

Maio 24, 2008

Colorida Galeria de Arte – SHOWBIZ – Exposição

Filed under: exposições,fotografia — profestas @ 5:14 pm
Tags: , , , , ,

Na exposição fotográfica “SHOWBIZ”, de Marta Ferreira, ” o principal mérito dos espectáculos “Jesus Cristo Superstar”, “Música no Coração” e “O Principezinho” é que todos exploram não somente o canto, mas também a dança e a expressão corporal.

Na plateia, público extasiado e sem palavras, lágrimas, felicidade, arrepios e quase sempre uma mesma opinião: “simplesmente fabuloso”.

No palco interpretações e performances grandiosas, encenação, vozes, postura, empenho, dedicação, maquilhagem, luxo.

Resumindo: um mundo de glamour, sonho e fantasia captado pelas lentes da fotógrafa portuguesa Marta Ferreira”.

Inauguração: 01 de Junho às 20:00h, com performance do Actor e Bailarino Ricardo Molar.

Colorida Galeria de Arte
Rua Costa do Castelo 63, Lisboa
Tel 211 512 142

Patente até 30 de Junho, de terça-feira a sábado, das 13:30h às 19:00h.

Transportes Públicos: Metro Martim Moniz, Eléctrico 28, Eléctrico 12, Autocarro 37
Parque de Estacionamento: Portas do Sol – Alfama

Não conhece ainda a Colorida?

Já tivemos ocasião de referir que é um espaço fabuloso, nas obras que expõe, no sítio magnífico de Lisboa onde se situa, e no ambiente de intimidade e simpatia dos seus proprietários.

Colorida Galeria de Arte

Abril 7, 2008

Colorida Galeria de Arte – Exposição fotográfica

Filed under: fotografia — profestas @ 8:02 pm
Tags: , , ,

Exposição Fotográfica de Bárbara Piuma e Leandro Charles – Inauguração – 12 de Abril,  às 19h00 

Chuva fraca, chuva chata, chuva intensa, chuva que nos prende em casa, ar humedecido, pingos minúsculos, pingos grossos, chuva torrencial, piso molhado, carros devagar, vidros embaçados, chapéus virados, jardim transformado num lago, bancos de praça encharcados e por fim chuva.

Chuva foi o ponto de partida para essa exposição fotográfica dos argentinos Bárbara Piuma e Leandro Charles.

Bárbara e Leandro compartilham uma visão de incredibilidade sobre a realidade das imagens e percebem como estas impactam no espectador.

A não perder, numa Galeria que vale a pena visitar.

Um espaço de rara beleza e bom gosto, onde é recebido com a cordialidade e simpatia dos seus proprietários.

Patente até 10 de Maio, de Terça à Sábado, das 13:30h às 19:00h.

Colorida Galeria de Arte – Rua Costa do Castelo 63, Lisboa

Tel 211 512 142

http://www.colorida.pt/

Transportes Públicos: Metro linha verde Martim Moniz, Eléctrico 28, Eléctrico 12

Parque: Portas do Sol – Alfama

 

Março 27, 2008

“Era na velha casa” – Museu da Electricidade

esteban device“André Gomes trabalha sobre Fernando Pessoa no Museu da Electricidade.

Foram mais de trezentos os que não quiseram perder a inauguração da Exposição “Era na Velha Casa” e percorreram de olhar atento o projecto fotográfico com que André Gomes nos convida, neste trabalho, a “ler” a Ode Marítima do Engenheiro Álvaro de Campos – aliás, Fernando Pessoa.

A exposição ficará patente ao público até 27 de Abril e terá, ainda, actuações de João Garcia Miguel a 15, 16 e 17 de Abril – sempre pelas 21,30.

O que André Gomes apresenta na Fundação EDP – Museu de Electricidade é a interpretação visual de dois fragmentos da Ode Marítima de Álvaro de Campos/Fernando Pessoa. O conjunto surge aos olhos do observador como uma verdadeira instalação fotográfica, constituída por uma grelha de mais de 25 metros de comprimento por quase 4 de altura e composta por perto de uma centena de imagens. Imagens que são obtidas segundo o método usualmente desenvolvido pelo artista: a ampliação e manipulação de polaróides.

A exposição completa-se com a edição de um catálogo que, para além da apresentação da totalidade das imagens expostas, conta com 3 estudos sectoriais: João Pinharanda (Comissário) debruçando-se sobre as imagens; Richard Zenith comentando através de uma poesia a Poesia de Pessoa e José Manuel dos Santos (Director Cultural da Fundação EDP) cruzando essas duas dimensões com a da interpretação áudio de João Garcia Miguel. Um CD, gravado para a ocasião pelo actor, reproduz na íntegra o poema.

Explica José Manuel dos Santos: “Ouvimos e vemos. Vemos e ouvimos. A visão de André Gomes encontra a voz de João Garcia Miguel e faz com ela um nó. A visão de André Gomes torna-se uma voz visual. A voz de João Garcia Miguel torna-se uma visão vocal: aproximam-se, distanciam-se, encontram-se, sobrepõem-se, desencontram-se, distanciam-se. E intersectam-se, possuem-se, dilaceram-se sem darmos por isso.”

É isto”.

Até 27-04-2008

Entrada: 2,5 €

Horários: 3ª,4ª,5ª,6ª,Sab,Dom das 10h às 18h

Informação daqui.

Março 11, 2008

Galeria de Arte – Fundação Marquês de Pombal – Exposição de Helena Calvet e Emanuel Afonso

No Palácio dos Arciprestes, uma das instalações da Fundação Marquês de Pombal, em Linda-a-Velha, Oeiras, pressente-se a história no seu espaço e nos belos jardins bucólicos, abertos a quem os queira visitar.

Aí se inaugurou, no dia 8 de Março, uma exposição de pintura, desenho e fotografia, com trabalhos de Emanuel Afonso, e de obras de tapeçaria, de Helena Calvet.


 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

De Emanuel Afonso, as fotografias da(s) Torre(s) de Belém, num vaivém de olhar e ver, recriando as formas, “mesmo que já vistas por mil olhos, se já escalpelizado por mil morais, por mil ciências”. Um sentir de cada um, único, o teu, o meu.

Os seus quadros seguem o estilo próprio do autor, no seu “olhar libertador” de onde nascem, e se transfiguram , em comunhão com o olhar que os percorre.

É de apreciar a “Basílica – Grande Verdade”, de acrílico sobre tela, e a outra verdade, a “Basílica – Pequena Verdade“. E o “Elevador da Casa Amarela”, bem como as aguarelas “Dança Castanha” e “Dança em Azul”. E o “Chiado – Mártires”, em tinta nankin e acrílico sobre cartão.

As tapeçarias de Helena Calvet viajam na mítica leitura do tear, “…Dois rolos de madeira sustentados por dois montantes…o rolo de cima tem o nome de rolo do céu, o de baixo representa a terra. Estes quatro bocados de madeira simbolizam o universo…” (Dicionário dos Símbols; Jean Chevalier e Alain Gheerbrant).

Retivemos o belíssimo “Raízes”, em lã e sisal, e o enigmático “ESUPI cá dentro”, em lã, seda e algodão. Mas há mais.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E haverá mais iniciativas com o apoio da MAPA, uma Associação Cultural ainda muito jovem, empenhada em quebrar os circuitos culturais institucionalizados. Que o diga a Carmo Romão, ou a Isabel Montelhano, que estavam presentes.

Ou o Luís Inocentes, um homem da jardinagem e que tivemos o grato prazer de conhecer.

Palácio dos Arciprestes: Av. Tomás Ribeiro 18 – Linda-a-Velha. Tel: 214158160/1/2/4; E-mail: geral@fmarquesdepombal.pt; Site: www.fmarquesdepombal.pt

MAPA: Rua das Antas 2-A – Oeiras; Tlm.: 914437192 / 931166527 / 960349387; E-mail: info@mapacultural.pt; Site: www.mapacultural.com.

Março 9, 2008

Galeria Colorida – Fotografia – “Splashes”

Filed under: fotografia,Uncategorized — profestas @ 11:28 pm
Tags: , ,

 

  

A Colorida Galeria de Arte inaugura a Exposição “Splashes” do fotógrafo Tony Genérico, em 15 de Março às 19:00h.

“Fotografar líquidos no momento do impacto em alta velocidade é uma prática fascinante.

No exacto instante em que acontecem, os chamados “splashes” vão além da habilidade da percepção do olho humano. Somente depois de congelados fotograficamente podemos observá-los nos seus mínimos detalhes, são únicos.

Quanto maior o impacto que gera uma coroa ao redor do líquido atingido, mais improvável é a possibilidade de se capturarem duas imagens idênticas.

Um “Splash” pode ser bem simples, natural e sem retoques, como na fotografia “Strawberry” onde um morango é atirado numa colher de leite, ou bastante elaborado, como na fotografia “Brazilian Soccer” que exigiu a preparação de várias fotos e uma finalização em sistema digital.

Em nome da fotografia, TONY GENÉRICO foi cenógrafo da “trupe” europeia do Holiday On Ice, na efervescente década de 60, e barman em Nova Iorque, onde “bebia e comia” fotografia das mãos de mestres como Philippe Halsman, com quem aprendeu o ofício do retrato, participando inclusivamente na fundação da Soho Gallery em 1972″.


A Colorida Galeria é um espaço amplo e muito agradável onde apetece estar, e é um gosto usufruir da simpatia e do entusiasmo dos seus proprietários.

Naquela zona tão bela de Lisboa, junto ao Castelo.

A exposição está patente desde 15 de Março e até 19 de Abril, de terça a sábado, das 13:30h às 17:30h.

Rua Costa do Castelo 63, Lisboa

Tel 211 512 142

Veja a Galeria Colorida, aqui

Transportes Públicos: Metro linha verde Martim Moniz, Eléctrico 28, Eléctrico 12

Parque: Portas do Sol – Alfama

Fevereiro 21, 2008

Fotografia – Workshop de paisagem de Nanã Sousa Dias

Filed under: fotografia,workshop — profestas @ 11:41 pm
Tags: , , , ,

O fotógrafo Nanã Sousa Dias vai realizar um Workshop de Fotografia de Paisagem nos dias 1 e 2 de Março, na Ericeira. Pouco há a acrescentar acerca da qualidade da fotografia de Nanã Sousa Dias, pelo menos para quem esteja minimamente ligado a esta arte. É excelente.

Para informações sobre conteúdos, horários e inscrições, contactar através de nanasousadias@gmail.com.

Informação de Nanã Sousa Dias

Fevereiro 20, 2008

Oscar Niemeyer no Museu da Electricidade – Cem fotografias de Leonardo Finotti

Uma exposição no Museu da Electricidade, em Lisboa, que comemora os 100 anos do arquitecto brasileiro Oscar Niemeyer.
Podem apreciar-se cem fotografias de outros tantos trabalhos de Niemeyer, da autoria do fotógrafo Leonardo Finotti ao longo do ano em que o arquitecto brasileiro completou 100 anos de idade.

À exposição, comissariada por Michelle de Castro, foi dado o título de “100 fotos, obras, anos de Oscar Niemeyer”, e pode ser visitada até 2 de Março.

O olhar do fotógrafo sobre a obra do arquitecto. Dois talentos, dois mestres.

Leia mais aqui, na EDP.

Fevereiro 19, 2008

Por uma vida melhor

A emigração portuguesa em França no final dos anos 50 pelo olhar do fotógrafo Gérald Bloncourt. Cerca de 50 fotografias que só agora chegam à luz do dia. Até 18 de Maio no Museu Colecção Berardo, em Lisboa.
Amigo dos fotógrafos Cartier Bresson e Willy Ronis, Gérald Bloncourt, nascido no Haiti em 1926, dedicou-se, para além da fotografia, também à pintura e à escrita. “Por Uma Vida Melhor” debruça-se nas imagens feitas por Bloncourt da comunidade portuguesa emigrante em França durante o final da década de 50, as condições desumanas em que viviam, o sofrimento e sua luta por melhores condições de vida, depois da fuga à ditadura e à pobreza em Portugal.

Museu Colecção Berardo, Centro Cultural de Belém

Até 18-05-2008, todos os dias das 10:00 às 19:00. Sexta das 10:00 às 22:00.

Entrada livre

Fevereiro 9, 2008

World Press Photo 2008

Filed under: fotografia — profestas @ 11:06 pm
Tags: , , ,

A melhor fotografia de 2007, do britânico Tim Hetherington, mostra um militar norte americano no Afeganistão.

Fotografia premiada por uma fundação que apoia e encoraja o fotojornalismo, assim como outras merecedoras de destaque, que se podem apreciar em http://www.worldpressphoto.org/.

Uma menção especial a Miguel Barreira, fotógrafo do jornal Record, que obteve o 3º lugar na categoria Sports Action, com uma foto do bodyboarder Jaime Jesus no Campeonato Nacional de Bodyboard. Para ele em especial aqui ficam os nossos parabéns!

Janeiro 23, 2008

Exposição “Todas as Cores” – Colorida Galeria de Arte

Na Colorida Galeria de Arte está patente a exposição “Todas as Cores” dos fotógrafos Clicio Barroso, Pepe Mélega e Rosemary Esteter. Recomendamos uma visita.

Colorida Galeria de Arte
Rua Costa do Castelo, 63
Lisboa – Portugal
Tel +351 211 512 142
www.colorida.pt

De Terça à Sábado, das 13:30h às 17:30h.

Janeiro 16, 2008

Tracey Moffatt – Invocations

Filed under: exposições,fotografia — profestas @ 1:13 pm
Tags: , ,

Duas histórias, uma de juventude e outra de maturidade, de uma personagem feminina. Invocations reúne 13 fotografias de grande escala da artista australiana Tracey Moffatt. Até 29 de Fevereiro na Galeria Filomena Soares, em Lisboa.

Nascida em 1960, Moffatt é sem dúvida uma das mais conhecidas artistas australianas dos nossos dias. O seu trabalho começou a ganhar notoriedade no início dos anos 90. Em Invocations, trabalho realizado em 2000, Moffatt apresenta a infância, através de uma menina que percorre o caminho de uma floresta encantada e habitada por bruxas, cães selvagens e corvos, e a maturidade com uma mulher sensual que vive num deserto com demónios e uma presença masculina.

TELEFONE
218624122
LOCAL
Lisboa, Galeria Filomena Soares – Rua da Manutenção, 80

De 17-01-2008 a 29-02-2008
Terça a sábado das 10h00 às 20h00

Fotografia. Inaugura 17/01 às 22h.

Fonte: PUBLICO.PT

Dezembro 13, 2007

Nirvana de Carteiro na Casa Fernando Pessoa

Se está à procura de boas perspectivas para uma tarde agradável, que tal recorrer à Casa Fernando Pessoa?
Ali verá a exposição “Nirvana de Carteiro” de John Howard Wolf, um ensaio fotográfico baseado na obra de Fernando Pessoa, O Livro do Desassossego.

A exposição estará patente até ao dia 11 de Janeiro de 2008.

Reconheço hoje que falhei; só pasmo, às vezes, de não ter previsto que falharia. Que havia em mim que prognosticasse um triunfo? Eu não tinha a força cega dos vencedores ou a visão certa dos loucos… Era lúcido e triste como um dia frio. “Bernardo Soares (het., Fernando Pessoa)

Casa Fernando Pessoa
Câmara Municipal de Lisboa
Rua Coelho da Rocha, nº 16
1250-088 – Lisboa Portugal
Telf: + 351 21 391 32 75

Novembro 15, 2007

Encontradas no baú #2

Filed under: fotografia,memórias,reportagem — Dionisio Leitão @ 9:51 pm
Tags: , ,

Dizzy Gillespie no Festival Jazz de Cascais nos anos setenta

A propósito do Cascais Jazz:

Nasceu casualmente num almoço entre dois amigos, um do jazz (Luís Villas-Boas) e outro do fado (João Braga), contornou a oposição do regime político e tornou-se o evento de referência da grande música negra norte- -americana no país, apresentando nomes como Miles Davis, Ornette Coleman, Dexter Gordon, Thelonious Monk e Dizzy Gillespie.

Pouco passava das 22h00 quando no dia 20 de Novembro de 1971 o septeto do lendário Miles Davis subia ao palco do Pavilhão do Dramático para dar início ao primeiro Cascais Jazz. Cerca de 12 mil pessoas, incluindo alguns notáveis, como Amália Rodrigues, Zeca Afonso, Alexandre O’Neil e Adriano Correia de Oliveira, assistiam nessa noite ao nascimento de um dos mais importantes eventos culturais realizados em Portugal, que até então só rivalizara em audiência com o Festival de Vilar de Mouros, realizado quatro meses antes.(…)

Texto da Blitz

Páginas: Cascais Jazz

Novembro 13, 2007

Encontradas no baú #1

Filed under: fotografia,memórias,reportagem — Dionisio Leitão @ 9:38 pm
Tags: , , , ,


Gato Barbieri no Festival Jazz de Cascais nos anos setenta

Páginas: Cascais Jazz

“Homenagem a Henri Cartier-Bresson” de Gerard Castello Lopes

Filed under: exposições,fotografia — Dionisio Leitão @ 9:36 pm
Tags: , , ,

Fotografia de Gerard Castello Lopes

Está patente em Tavira, no Palácio da Galeria Municipal, a exposição “Homenagem a Henri Cartier-Bresson” da autoria de Gerard Castello Lopes. Um Mestre homenageia outro Mestre. Os dois incomparáveis na arte de “captar o momento decisivo”, a frase de Cartier-Bresson que, para mim, define a fotografia. Absolutamente imperdível. Mais informações aqui na Câmara Municipal de Tavira.

Create a free website or blog at WordPress.com.