Programa de Festas

Maio 12, 2009

NOITE DOS MUSEUS 16 MAIO: PROGRAMA

 

Anúncios

16º Aniversário da Vila de Corroios!

 

Junta de Freguesia de Corroios

Fevereiro 15, 2009

Vamos Cantar o Zeca

Setembro 15, 2008

2º aniversário Bacalhoeiro!!! Bacalhoeiro comemora 2 anos em 20 de Setembro!

Filed under: efemérides,sugestões — profestas @ 3:11 pm
Tags: , , , ,

O que começou como uma brincadeira é hoje cada vez mais uma realidade. O colectivo cultural Bacalhoeiro comemora o 2º aniversário no dia 20 de Setembro, no Jardim do Torel.

O verão termina aqui…e ninguém pode faltar a esta mega party que começa às16h00 e termina às 02h00.

16h00 – Feira de Artesanato e animação dispersa

21h00 – FarraFanfarra (orquestra móvel)

21h30 – Cinema erótico dos anos 20 com música ao vivo

                 The good old naughty days – Música de Filipe Raposo (teclas) Hugo        Fernandes    (vioncelo)

22h30 – Tocha Pestana – Os reis do tecno pimba e do turbo punk

00h00 – Kinleidoscop Sky SessionAnimatographo hipnótico

Todos os equipamentos da festa são concebidos pelo Bacalhoeiro numa base ecológica. Os quiosques para a venda de artesanato são feitos ou revestidos com materiais naturais (palhinhas, bambus, estopa, coco e madeiras). Os materiais de sinalização são feitos com materiais reciclados.

O BACALHOEIRO é uma associação cultural, sem fins lucrativos, fundada em 2006 com o objectivo de criar um núcleo de expressão artística em Lisboa, bem como de “conectar” pessoas com interesse nas artes performativas e visuais, através de uma rede de contactos sólida e solidária. O Bacalhoeiro é um espaço de encontro e de expressão artística da cultura urbana lisboeta com uma programação regular, que dedica cada dia da semana a uma disciplina artística diferente.

A associação foi fundada por um grupo de artistas e profissionais das artes do espectáculo com a urgência de proporcionar um espaço alternativo na baixalisboeta.

O Bacalhoeiro conta com cerca de 11.000 associados que representam aprincipal fonte de financiamento da estrutura.

Informação de Sofia Lourenço

comunicacaobac@gmail.com

E nós daqui, antecipadamente já enviamos os nossos parabéns!

Agosto 29, 2008

Barcelos comemora 80 anos de elevação a Cidade

Barcelos comemora no próximo domingo, 31 de Agosto, 80 anos de elevação a Cidade. O programa comemorativo da Câmara Municipal decorrerá durante todo o fim-de-semana, com música, fogo de artifício e a condecoração de 14 munícipes e 12 instituições do concelho.

A festa inicia amanhã à noite, (30 de Agosto), com o concerto musical “Ondas”, às 22 horas, junto à Igreja Matriz.

À meia-noite em ponto, para assinalar a entrada no Dia da Cidade, terá lugar junto à ponte medieval um grandioso espectáculo piro musical, com o tema “80 anos a construir uma Cidade”.

No domingo, o Dia da Cidade começa com a cerimónia comemorativa dos 80 anos de elevação a Cidade, que terá lugar no auditório dos Paços do Concelho, a partir das 10h30. A ocasião será aproveitada para distinguir aqueles que, ao longo destas oito décadas, se notabilizaram por méritos pessoais ou institucionais, ou mesmo por serviços prestados ao Município.

Domingo à tarde, haverá música na Avenida da Liberdade, no Largo da Porta Nova e no Campo 5 de Outubro.

No domingo à tarde, a festa continua com a animação musical a decorrer na cidade, em três palcos distintos: Campo 5 de Outubro, Avenida da Liberdade e Largo da Porta Nova. Por estes três pontos centrais da cidade, a partir das 14h30, passarão Bombos, Gaiteiros, Concertinas e Cantadores ao Desafio.

Às 15h30, no Largo da Porta Nova, está marcado um grande espectáculo musical com a presença dos grupos: I-pum (bombos), Seixos Albos, (Gaiteiros e Bombos da Galiza-Espanha), Os Braguesas (música tradicional do mundo), Os Amigos da Borga, Victor Rodrigues e os seus Amigos e Cantadores ao desafio, em regime livre.

Também no domingo à tarde, entre as 14h e as 19 horas, a Biblioteca Municipal de Barcelos terá aberta ao público a exposição “80 anos Barcelos Cidade”. Trata-se de uma exposição iconográfica e documental, na qual se mostra em 23 painéis qual a razão da elevação de Barcelos à categoria de cidade e evidenciar os sinais de regozijo manifestados pela população.

A entrada é livre.

Informação da Câmara Municipal de Barcelos

Julho 11, 2008

Concerto Comemorativo do 47º Aniversário do Coro da Universidade de Lisboa

Programa

Coro de Câmara da Universidade de Lisboa

Hymn to St Cecilia – Benjamin Britten

Baci Soavi e Cari – Claudio Monteverdi
Coro da Universidade de Lisboa

Dixit Maria – Hans Leo Hassler

Mille Regretz – Josquin des Prez

El grillo – Josquin des Prez

Ciao Miao – Alberto Soresina

Il tram numero sei – Alberto Soresina

4 Encomendações das almas – Fernando Lopes-Graça
Antigos elementos do Coro da Universidade de Lisboa

Fyer Fyer – Thomas. Morley

All Creatures Now – John Bennet

Adieu Sweet Amarilis – John Wilbye (1598 )

Viva la Musica – Iván Eröd

Maestros

José Robert

Luís Almeida

Direcção Artística

José Robert

Julho 2, 2008

ERVA DE CHEIRO NA BATALHA – ESPECTÁCULO DE SOLIDARIEDADE

O grupo Erva de Cheiro participa no próximo sábado, dia 5 de Julho, a partir das 21,30 horas, num espectáculo de solidariedade com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Batalha, pretendendo esta Associação realizar uma recolha de fundos que possam ajudar estes “soldados da Paz” neste período de normal aumento de actividade, e, particular com os incêndios.

Neste espectáculo participam também Paulo Leitão e Toy.

Os Erva de Cheiro é composto actualmente por sete músicos, provenientes de várias sensibilidades musicais, mas têm em comum o gosto pela música popular e tradicional portuguesa e uma amizade que os une enquanto amadores e amantes da música.

Todos os elementos são de Lisboa, de bairros populares como Alcântara, Ajuda, Marvila e Campolide.

O Grupo foi criado há cerca de 8 anos e tem dois CDs editados. O primeiro, em 2001, (Pontos D’encontro) contendo 8 originais e o segundo em 2007, (Que viva o Zeca) de tributo a José Afonso.

Saibam mais sobre este grupo de música portuguesa, aqui, no seu site.

 

Maio 15, 2008

VIRVER MUSEUS – SEMANA DOS MUSEUS EM ESTREMOZ

 

Celebra-se no próximo dia 18 de Maio, o Dia Internacional dos Museus. As comemorações vão ter lugar um pouco por todo o país, e contribuem para para aumentar o interesse de vários públicos. Ir a um museu não pode, nem deverá ser, um acto de “elitismo”.
Exposições, visitas guiadas, concertos, peças de teatro, filmes, gastronomia, e outras actividades -haverá de tudo, com entrada gratuita nesse dia.

É interessante saber que em Estremoz está a decorrer um ciclo, que se prolonga até ao dia 18, o VIRVER MUSEUS.

“A Câmara Municipal de Estremoz, através do seu Museu Municipal, e em parceria com a Rede de Museus do Concelho de Estremoz, preparou um Ciclo de Actividades para a primeira edição do VIRVER MUSEUS – Semana dos Museus em Estremoz.

Este projecto inovador visa animar os Museus do Concelho e reforçar a ligação dos mesmos com a Comunidade”.

Assim, sim.

site: Câmara Municipal de Estremoz

ver aqui o Programa completo  (documento PDF)

 

Maio 8, 2008

I Bienal Internacional “Raul de Carvalho”

“A “I Bienal Internacional Raul de Carvalho”, instituída em 2008, é uma iniciativa do Município de Alvito, que entende desta forma homenagear o poeta alvitense e, simultaneamente, criar um espaço de apoio e divulgação de novos talentos.

Tem como língua oficial o Português e está aberta à participação de expressões artísticas, de artistas nacionais ou estrangeiros, residentes ou não em Portugal, maiores de 16 anos.

A Bienal tem como objectivos, promover o desenvolvimento artístico, a divulgação de bons trabalhos e permitir o contacto da população com várias formas de arte, ao mesmo tempo que apela à criatividade dos cidadãos, sensibilizando para a valorização do Património Imaterial (natural, cultural, histórico, edificado e imaterial) do Concelho de Alvito”.

Raul de Carvalho nasceu no Alvito em 1920 e foi co-director da revista Árvore, colaborando ainda com outras publicações.
Com poemas traduzidos para algumas línguas estrangeiras, foi um dos premiados no Concurso Internacional de Poesia «Prémio Simon Bolívar», em 1956, com o livro “Mesa da Solidão”.

Algumas obras suas são: As Sombras e as Vozes (1949); Poesia 1949-1958 (1965); Tudo é Visão (1970); A Casa Abandonada (1977); Elsinore (1980); Um e o mesmo livro (1984).

Vem, serenidade!
Vem cobrir a longa
fadiga dos homens,
este antigo desejo de nunca ser feliz
a não ser pela dupla humidade das bocas.

Vem, serenidade!
faz com que os beijos cheguem à altura dos ombros
e com que os ombros subam à altura dos lábios,
faz com que os lábios cheguem à altura dos beijos.

Ver o site da Câmara Municipal de Alvito – telefone Tel.: 284480800

 

Abril 22, 2008

Chapitô – Reciclar Abril

 

Abril 21, 2008

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor – 23 de Abril

 

Informação do Instituto Franco-Português

Tel: 21 311 14 27 Fax: 21 311 14 63

margarida.silva@ifp-lisboa.com

Música e Revolução – Casa da Música – de 25 de Abril até 3 de Maio

 

 

 

O pianista Pedro Burmester, director artístico da Casa da Música, recupera, de forma mais abrangente, o tema Música e Revolução, tentando criar um evento “que seja transversal aos vários géneros”, “desde os ‘Madrigais’ de Monteverdi (27 de Abril, 18 horas), à ‘Sagração da Primavera’, de Stravinski (26 de Abril, 18 horas, até ao ‘Prelúdio e morte de Isolda’, de Wagner (25 de Abril, 21 horas)”.

Um programa com sete concertos que vão do jazz e do rock à música erudita, clássica e contemporânea, dedicados “às obras musicais revolucionárias que marcaram um ponto de ruptura na história da música”.

O festival inicia-se, no dia da “Revolução dos cravos”, precisamente com o Poema Sinfónico para 100 Metrónomos (1962), de György Ligeti, uma obra em que cem metrónomos (instrumento usado para medir os compassos da música) – cujo “tic-tac” é regulado com ligeiros desfasamentos – são postos a trabalhar até ficarem sem corda.

Ainda no primeiro dia, há um duplo concerto na Sala Suggia, em cuja primeira parte o Remix Ensemble, sob a direcção de Peter Rundel, vai tocar obras de Karlheinz Stockhausen e Arnold Schönberg e a ONP, dirigida por Christoph König, vai executar obras de François-Joseph Gossec, Claude Debussy e Richard Wagner.

Este concerto, partilhado pelo Remix Ensemble e pela Orquestra Nacional do Porto, reúne obras que revolucionaram a música no século XX.

O concerto seguinte deste ciclo (a 26 de Abril) inclui as obras “Sagração da Primavera”, de Igor Stravinsky, pela ONP, dirigida por Peter Rundel, na segunda parte, sendo a primeira parte preenchida pela obra “A-Ronne”, de Luciano Berio, interpretada pelos Neue Vocalisten Stuttgart.

A “Sagração da Primavera” é possivelmente a obra que melhor representa a combinação do conceito de revolução ao nível estilístico e, simultaneamente, na reacção que provocou no público presente na estreia.

No dia seguinte (a 27 de Abril), os Neue Vocalisten Stuttgart retrocedem três séculos para apresentarem os madrigais de Monteverdi, Gesualdo e Schütz, e na segunda parte deste concerto, mais um salto no tempo, de novo para o século XX e novamente para a obra de Berio (Sequenza V para trombone e Sequenza X para trompete), que explorou as possibilidades expressivas de vários instrumentos levando ao limite o conceito de virtuosismo na execução musical.

O concerto termina com a “Sinfonia de Câmara n.º 11 op.9”, de Arnold Schönberg.

Estão também incluídos neste ciclo dois concertos de jazz, o primeiro a 28 de Abril, por Bernardo Sassetti, em que o pianista, acompanhado pelo saxofonista Perico Sambeat, André Fernandes (guitarra), Paço Charlín (contrabaixo) e Alexandre Frazão (bateria) tocará temas de três grandes nomes da revolução “bebop” do jazz – Charles Mingus, Thelonious Monk e Charlie Parker.

No dia seguinte, o pianista norte-americano Jason Moran está com o seu octeto na Sala Suggia da Casa da Música, para apresentar, em estreia europeia, a sua obra multimédia “In my Mind: Monk at Town Hall, 1959”.

Dia 30, Rui Reininho e a Companhia das Índias apresentam um espectáculo com 18 temas clássicos da música rock e pop, dos últimos 50 anos que – obedecendo à encomenda da Casa da Música – têm em comum o facto de marcarem rupturas ao longo das últimas décadas.

A selecção de Rui Reininho apresenta uma representação maioritária do rock, desde Elvis Presley, aos Stones, Beatles e Doors, David Bowie e Lou Reed, Iggy Pop e Sex Pistols, mas também inclui a música de intervenção dos espanhóis Aquaviva e do brasileiro Cazuza, líder do mítico grupo Barão Vermelho.

Entre as canções escolhidas estarão “Nightclubbing”, de Iggy Pop, “Anarchy”, dos Sex Pistols, “Poetas Andaluces de Ahora”, dos Aguaviva e “Within You, Without You”, dos Beatles, esta escolhida por ter como autor George Harrison, o Beatle favorito de Rui Reininho.

O festival Música e Revolução encerra dia 03 de Maio, na Sala 2 da Casa da Música, com uma grande referência do rock industrial, a banda alemã Einstürzende Neubauten, que apresenta o seu álbum mais recente, “Alles Wieder Offen”.

Na segunda parte do concerto actua a banda Stol, de Copenhaga, inspirada nas sonoridades do punk electrónico e do dark rock dos anos 80.

A sessão prolonga-se pela noite dentro em mais uma sessão de Clubbing, em que participam Baby G, um dos mais conhecidos DJ`s de Barcelona, o duo anglo-sueco Punks Jump Up, DJ Kitten, Eugene Kovax + Christof Dienz, o artista multimédia Vítor Joaquim, os Green Machine e Motornoise.

Na Sala Roxa, Álvaro Costa apresenta “Jagger, o Diabo e Jean-Luc Godard”, uma referência aos filmes controversos do cineasta francês no final da década de 60: “One Plus One” e “Sympathy for the Devil”.

Além dos bilhetes individuais, a Casa da Música oferece o conjunto dos bilhetes para os sete concertos deste festival com 50% de desconto, ou, em alternativa, quatro concertos à escolha com 25% de desconto.

7 concertos: 50% de desconto
4 concertos à escolha: 25% de desconto

Ver informação detalhada em Notícias – Lusa, e na Casa da Música – informações pelo telefone  220 120 220 ou info@casadamusica.com

Abril 13, 2008

13º Aniversário do Hit Club

Filed under: dj,efemérides,electrónica — profestas @ 1:17 pm
Tags: , , , , , ,

Março 23, 2008

Vozes de Abril – Coliseu dos Recreios

zeca afonso“A gala “Vozes de Abril” é um programa / espectáculo destinado a prestar homenagem a todos aqueles que através do seu contributo artístico ajudaram a criar condições para que a liberdade fosse conquistada para o nosso país.

As “Vozes de Abril” são cantores, músicos, poetas, escritores, actores e artistas plásticos cujas obras sempre expressaram os valores da liberdade e da democracia.

Contudo esta gala não é uma melancólica e saudosista revisitação do passado.

Não é uma romagem de saudade cuja mensagem só envelheceria os ideais de Abril.

É por isso que o programa / espectáculo passará pelo antes do 25 de Abril e partirá rumo ao futuro.”

Intervêm, entre outros, os seguintes intérpretes:

Intérpretes: Brigada Victor Jara, Carlos Alberto Moniz, Carlos Carranca, Carlos Mendes, Couple Coffee, Ermelinda Duarte, Erva de Cheiro, Estudantina de Lisboa, Fernando Tordo, Francisco Fanhais, Haja Saúde, Helena Vieira e Coro Infanto-Juvenil, José Barata Moura, José Jorge Letria, José Mário Branco, Lua Extravagante (Vitorino, Janita Salomé, Carlos Salomé, Filipa Pais), Lúcia Moniz, Luís Goes, Luiza Basto e João Fernando, Manuel Freire, Maria do Amparo, Pedro Barroso, Raul Solnado, Samuel, Tino Flores, Waldemar Bastos. PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: Patxi Andion. POESIA: Joaquim Pessoa, José Fanha, Manuel Alegre, Maria Barroso. CORPO DE BAILE: Coreografado por Marco de Camillis. PARTICIPAÇÃO TEATRAL: A Barraca ( Autor e Encenador Hélder Costa). CORAL ALENTEJANO: “Os Alentejanos” da Damaia e “Grupo da Liga de Amigos de S. Domingos” de Sacavém. GUITARRRA E VIOLA: João Alvarez e Durval Moreirinhas. BANDAS: Exército, Força Aérea, Marinha. BANDA MUSICAL: Dirigida por Carlos Alberto Moniz. APRESENTADORES: Júlio Isidro e Sílvia Alberto.

Data: 4 de Abril às 21h30

Bilhetes:

Preço: 5 a 72 (camarote 6 pessoas) euros
Locais de venda: bilheteiras e site do Coliseu dos Recreios, Worten, Lojas FNAC, Agência ABEP, Agência Alvalade, www.ticketline.pt
Reserva de bilhetes: Coliseu dos Recreios – 213 240 580; Ticketline – 707 234 234

Março 13, 2008

Festa de comemoração dos 40 anos do Casino Estoril

Para saber mais

Março 7, 2008

Primeiro Aniversário do Rogério Charraz Trio

O Rogério Charraz Trio comemorou o seu primeiro aniversário. Foi no passado dia 29 de Fevereiro, no Jograis Bar, em Lisboa. Juntaram-se os amigos e celebrou-se com música a larga ultrapassagem das expectativas que existiam há um ano atrás. Aqui fica uma pequena reportagem, atrasada, dessa noite.

Rogério Charraz

Paulo Monteiro

Rui Cabral

Jörg Demel

Um cantor brasileiro que se juntou à festa

A Leticia Gabian também cantou

Rogério Charraz

Rui Cabral

Paulo Monteiro

Jörg Demel

Rogério Charraz

Fevereiro 21, 2008

Aristides de Sousa Mendes – Museu virtual

Filed under: diversos,efemérides — profestas @ 6:22 pm
Tags: ,


Aristides de Sousa Mendes, o cônsul português em Bordéus que em 1940 salvou milhares de judeus, contrariando ordens de Salazar, foi acusado, no seu país, de “desobediência, falsificação de escritos, abandono de lugar e concussão”.

Grandes dificuldades lhe foram impostas, com graves consequências na sua vida e na família, que se dispersou.
Morreu em 1954, no Hospital da Ordem Terceira, e muito próximo da miséria.

Muito tempo depois, foi “reabilitado”, e a utilização das aspas não é um lapso. O termo técnico é esse justamente, reabilitado.

É um orgulho que de entre os grandes portugueses tenha existido um tal Aristides de Sousa Mendes.

E que, assinalando a sua reabilitação há 20 anos, pelo Parlamento, tenha sido inaugurado, no dia 19, o seu museu virtual.

Do Diário de Notícias, de 19 de Fev, destaca-se:

“O Ministro da Cultura classificou o Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes, hoje inaugurado na Assembleia da República, como um apelo à memória do cônsul português em Bordéus, que salvou milhares de judeus durante a II Guerra Mundial.


“Este museu constitui um apelo simultaneamente à memória, à coragem e à lucidez de Aristides de Sousa Mendes: à memória, porque nos permite lembrar quem foi (…) e uma lição de lucidez, porque percebemos que é possível, perante as circunstâncias, crescermos para elas e sermos verdadeiramente humanos”, disse José António Pinto Ribeiro, na sessão de apresentação do museu.


A partir de hoje disponível online no endereço ‘http://mvasm.sapo.pt’, o novo museu virtual, resultante da iniciativa de três mulheres – Luísa Pacheco Marques, Margarida Dantas e Margarida Ramalho – é composto por uma exposição virtual que se divide em três ‘corredores’: o da Guerra, o da Fuga e o da Liberdade.


Aí poderão ser vistos documentos e filmes inéditos da década de 40, pertencentes a arquivos nacionais – como o da RTP e o da Cinemateca Portuguesa – e estrangeiros, como o de Steven Spielberg, “adquiridos online a preços irrisórios”, indicou Luísa Pacheco Marques na apresentação.

Além da exposição, o museu virtual possui uma segunda parte, intitulada base do conhecimento e que constitui o acervo, cujo núcleo fundamental é a biblioteca virtual, acessível online, onde é possível consultar centenas de documentos, fotografias e testemunhos orais de refugiados salvos por Sousa Mendes.”

Dezembro 14, 2007

Beatriz Costa

Filed under: cinema,efemérides — profestas @ 10:11 pm
Tags: , , ,

O Museu Municipal de Mafra comemora o centenário do nascimento da actriz. Beatriz da Conceição. Beatriz Costa como foi conhecida, o seu cabelo curto de menina da franja, a sua irreverência e malícia, a sua voz inconfundível sem papas na língua.

Nasceu na localidade de Charneca do Milharado e viveu entre Portugal e o Brasil, passou muitos anos em Lisboa, finalmente num quarto andar do Hotel Tivoli, onde nos deixou em 15 de Abril de 1996.

Dizia ela, naquele tom de brincadeira, que os momentos de tristeza eram resolvidos de forma simples. A alegria e a tristeza faziam parte do mesmo contentamento que a vida lhe provocava.

“Quando quero chorar, penso na minha vida sexual. Quando quero rir, também.”

Segundo Inês Pedrosa (a propósito, há que ler o seu último livro, “A Eternidade e o Desejo”) ela “Foi o sol dos anos negros da ditadura”.

Site no WordPress.com.