Programa de Festas

Março 18, 2010

COVIL BAR!

Filed under: coisas do arco da velha — profestas @ 8:42 pm
Tags: , ,

É altura de recomeçar. E em força. Aqui, a Fernanda Guadalupe, e em breve o Dionisio Leitão, decidiram não desistir de vos desafiar para publicitar a panóplia de gente empenhada naquilo que faz. Claro que tinha que recomeçar pelo meu COVIL Bar…

Ao COVIL Bar (infelizmente ) nunca fui, mas conheço por outras pessoas. Um dia apareceremos, desconhecidos,  mas sem máscara.

Chegou o tão aguardado 3º fim de semana de Março!

Sexta-Feira, 19 Março, contamos c/ a energética presença dos BIZARRA LOCOMOTIVA, após concerto na Casa Municipal da Juventude Almada Cacilhas para apresentação do ‘Álbum Negro’ (entrada gratuita), o colectivo rumará ao Covil bar para um encontro com fãs, adeptos e transeuntes…

A noite estará a cargo do residente dj Trevas!


Sábado, 20 Março, THEATRE OF TRAGEDY – AFTER PARTY, banda esta, que dispensa apresentações!
A noite será preenchida de sonoridades metálicas e góticas c/ a presença do dj OB1.
O concerto terá lugar no Cine Teatro de Corroios pelas 21h e tem como banda de abertura os noruegueses Where Angels Fall.


Domingo, 21 Março, dj F. apresenta-vos SHELTER NIGHTS – ESCAPE NR001 – ”PRIMO VERE AEQUUS NOX”.
Dark Ambient, Drone sound escapes, experimental textures…

Estará você preparado ou simplesmente à altura qu4tro vezes por ano?
(http://ShelterNights.pt.vu)

COVIL Bar
The Urban Day & Night Club
916661101 / 916665425

Travessa Judiaria 4 A Almada
http://maps.google.pt/maps?hl=pt-PT&um=1&ie=UTF-8&q=covil&near=Almada&fb=1&split=1&gl=pt&cid=0,0,2356748703768199922&ei=6lVVSpPgFdnTjAefkcTCAg&sa=X&oi=local_result&ct=image&resnum=2

www.myspace.com/Covilbar
http://covilianos.hi5.com

Anúncios

Abril 27, 2009

ENA PÁ 2000! – Cabaret Maxime – Lisboa

Filed under: coisas do arco da velha — profestas @ 9:43 pm
Tags: , ,

Dezembro 18, 2007

Europe´s West Coast…

Filed under: coisas do arco da velha — profestas @ 7:26 pm
Tags: ,

O Governo lançou a imagem de Portugal sob o nome Europe´s West Coast, e “associa o país ao Oeste da Europa e a conceitos de modernidade, inovação, tecnologia, empreendorismo e qualidade de vida, promovendo Portugal como um todo, desde o turismo, economia, comércio e cultura, e qualificando a oferta dos recursos, pessoas e produtos nacionais”.

Ali se diz que o autor das imagens de promoção é um dos mais conceituados fotógrafos mundiais, de seu nome Nick Knight.

Não é de pôr em dúvida a qualidade deste profissional, mas se tanto se quer promover a qualificação dos “recursos e pessoas”, sim, pessoas, – de Portugal, entenda-se, portugueses – parece estranho, no mínimo, não se ter recorrido a um fotógrafo português.

Quando se fala na qualificação da oferta dos recursos humanos (portugueses, sem dúvida..), será que não existem? Não há um que escape? Ou estarão no quadro da mobilidade? Enfim… deve haver uma razão de peso, mas que não joga a bota com a perdigota, lá isso não.

Deixamo-vos com os “nossos” rostos.

Sites: Turismo de Portugal, BBDO

Dezembro 15, 2007

Gato Fedorento, a pausa

Filed under: coisas do arco da velha — profestas @ 12:45 am
Tags:

Eles lá sabem mas nada será como tem sido, aos domingos à noite. Os Gato Fedorento vão sair por uns tempos dos nossos visores televisivos e nada os pode substituir. Nada. Nem o Santana Lopes. Aquela alegria de saber que eles estavam lá, depois do Prof. Marcelo… Aquele sorriso que se nos antecipava, o gosto que se saboreava antes, “a posteriori” e pelos dias seguintes.

E logo na altura em que temos por cá um manancial de tesourinhos deprimentes e de outras pessoas que “bomitam monelhos de cavelos” absolutamente fabulosos, e tantos mais que nos fazem salivar num incontido prazer de ver brilhar gatos embrulhados em sketches numa espécie de magazine com promessas de gajas nuas.

Eles voltarão?
Simmmmmmm…
E quando?
Isso é segredo
Mas voltam?
Simmmmm…razoavelzinho que sim…
Não me está a enganar?
Nãoooooooo….
Então voltam mesmo?
Voltammmmmmmmmm….
Mesmo?

(Este parece-se com o homem a quem parece que aconteceu não sei o quê…O que tu queres sei eu…queres um mini caixotinho, não?)

O certo é que os Gato Fedorento vão estar na passagem de ano, algures numa estação de televisão. E se acreditam nas palavras de Ricardo Araújo Pereira, “se as pessoas preferem o nosso programa é porque o que está a dar nos outros canais é mesmo muito mau e alguém devia pôr mão nisso.”

Tenho dito.

Dezembro 2, 2007

Nova versão do bolo-rei

Filed under: coisas do arco da velha — Dionisio Leitão @ 5:58 pm
Tags: , , ,

José Castelo Branco

O Luís Jardim, lembram-se? Aquele senhor do concurso da SIC que malhava nos concorrentes como gente grande e punha a rapaziada a chorar?

Pois é, ele é o produtor da nova versão do bolo-rei, mas desta vez sem o perigo de mastigarmos uma medalhinha da Nossa Senhora de Fátima embrulhada numa cereja cristalizada, ou partir um dente. Expliquemos.

Trata-se da descoberta de um novo talento musical, o nosso socielite José Castelo Branco, do qual se aguarda o lançamento dum CD, ansiosamente esperado. Segundo (alegadamente) consta, um dos muitos CD trará como brinde…, imaginem…Um diamante!

Um diamante, leram bem!

Espera-se uma desenfreada corrida aos postos de venda, só comparável ao lançamento de um livro do Harry Potter. Multidões ululantes quais Indiana Jones à procura do templo perdido e ansiosos de ver brilhar na caixinha plástica do CD a jóia escolhida pelo cantor, naquela ternura filantrópica que se lhe reconhece.

Referimo-nos ao lançamento do primeiro CD daquele que é considerado uma das figuras mais carismáticas do jet set nacional, e que, alegadamente, deixará de fumar, e até reduzirá substancialmente o champanhe, em prol do melhoramento das suas cordas vocais.

Por este acontecimento estão de parabéns todos os promotores , o dito Luís Jardim, o cantor e até a Lady Betty.

Segundo consta, um dos CD terá um diamante como prémio. Esperamos que nos saia a lotaria. Estamos fartos da treta do euromilhões. É altura de apostarmos num novo bolo-rei. Ah…quem nos dera…

Agora atenção, admiramos e respeitamos o modo como José Castelo Branco sabe gerir a sua imagem, coisa que a maior parte das “estrelas” não consegue fazer.

Na área a que estamos ligados, a fotografia, ele é sem dúvida uma das figuras que, quer se ame quer se odeie, melhor sabe fazer sobressair a sua fotogenia.

Por isso, fotografá-lo é um prazer. 

Create a free website or blog at WordPress.com.