Programa de Festas

Março 27, 2009

SKY FEST – World Music, Jazz & Blues – 14 a 17 de Maio

Filed under: blues,festivais,jazz,musica do mundo — profestas @ 11:57 pm
Tags: , , , , ,

EDSON CORDEIRO & KLAZZ BROTHERS

Edson Cordeiro é um daqueles casos raros de sucesso, considerado por muitos um “músico de culto”, devido à sua abrangência e à-vontade em géneros tão diversos como a ópera, o rock, a MPB, o funk, o gospel, o jazz, o flamenco e o samba, cantando em português, inglês, francês, espanhol e alemão. Com os Klazz Brothers, 3 virtuosos músicos de Dresden, Edson Cordeiro apresenta um espectáculo de fusão onde Konigin der Nacht, de Mozart, e Garota de Ipanema, de Jobim, se harmonizam com grande perfeição num alinhamento surpreendentemente encantador.

 

Auditório dos Oceanos no Casino de Lisboa – 14 de Maio – 25€ e 30€

NNEKA

Cantora e compositora, a nigeriana Nneka está de regresso com um novo álbum, No Longer at Ease, um projecto que evidencia os seus instintos criativos, explorando-os num vasto leque de sonoridades inovadoras, numa verdadeira odisseia Afrobeat. Com produção de DJ Farhot, este álbum é muito pessoal e, apesar de musicalmente mais ambicioso, não se afasta do estilo ou rumo habituais de Nneka.

 

 

Auditório dos Oceanos do Casino de Lisboa – 15 de Maio – 25€ e 30€

THE DYNAMICS

Existem desde 2004 e o seu sucesso internacional já bateu recordes. Com origem em Lion, França, a música dos Dynamics é fortemente marcada pelo soul americano harmonizado com os ritmos jamaicanos. O seu estilo único caracteriza-se pela fusão de sonoridades estabelecidas com as mais modernas técnicas de produção, permitindo um sabor vintage que surpreende qualquer público, por muito exigente que seja.

 

Arena Lounge no Casino de Lisboa – 16 de Maio – Entrada gratuita

LILA DOWNS

De origem mexicana, Lila Downs é um fenómeno internacional. Em parceria com o músico e produtor americano, Paul Cohen, Lila Downs assina as próprias composições caracterizadas pela mescla perfeita entre o tradicional folclore mexicano (charangos, kenachos e zampoñas) e os sons modernos das guitarras eléctricas, baixos e baterias. Com 7 álbuns editados, Lila Downs tem conseguido anular fronteiras, apresentando-se como uma cantora e compositora global capaz de esgotar salas por todo o mundo. No Auditório dos Oceanos no Casino Lisboa, apresenta Ojo de Culebra, o seu mais recente projecto.

Auditório dos Oceanos no Casino de Lisboa – 17 de Maio – 25€ e 30€

Informação UAU – www.uau.pt

Anúncios

Novembro 19, 2008

Custom Circus in concert no Santiago Alquimista

Filed under: blues,concerto,rock — profestas @ 11:03 pm
Tags: , , ,

Diferente! Exótico! Surrealista e Nómada!

Com uma estética única e inimitável pela sua cultura original, o Custom Circus viaja nas estradas Europeias no seu fantástico comboio de camiões clássicos, realizando espectáculos vanguardistas ritmados pela música ao vivo, pelo fogo, pelas performances multimédia, teatro interactivo e acções extravagantes.

Mas desta vez vão acalmar um pouco e realizar no Santiago Alquimista um Concerto Cabaret, onde o elogio à loucura é a mensagem predominante deste show Vaudevillesco.

O espectáculo será filmado Live para integrar a produção do próximo filme da Companhia intitulado “Gigolo Dance”.

Absolutamente a não perder!

Sites: Custom Circus, Santiago Alquimista

Agosto 26, 2008

França & The Shortcuts @ OndaJazz – 6 de Setembro – 23H

Filed under: blues,funk,guitarra,jazz,soul — profestas @ 6:54 pm
Tags: , , , , , , ,

É no primeiro sábado do mês de Setembro, dia 6, a “reentrée” dos Shortcuts.

Este mês o convidado chama-se França.

Conhecido pelo domínio da Slide Guitar vai interpretar temas seus e alguns que marcaram o seu percurso como músico. Jimi Hendrix, Stevie Ray Vaughan, John Butler Trio serão alguns dos artistas revisitados esta noite, em que marcarão presença também outros convidados como Tiago Bettencourt e Mariana Norton.

O clima é de festa, groove, blues e muito improviso.

França – Voz e Guitarras
Vasco Teodoro – Guitarras
Demétrio Bezerra – Trompete
Mark Cain – Saxofones
Lúcio Vieira – Piano e Teclados
Tiago Alves – Baixo
Tó Mandala – Percussões
João Correia – Bateria

Convidados Especiais

Tiago Bettencourt – Voz e Guitarra
Mariana Norton – Voz

Entrada no OndaJazz – 6 euros

Julho 16, 2008

Reportagem – Michel Alex – Onemanblues

Filed under: blues,reportagem — profestas @ 11:11 pm
Tags: , , , , ,

Junho 21, 2008

Flamenco em Lisboa no Santiago Alquimista

Maio 21, 2008

Festival Internacional de Blues Gaia´08

Filed under: blues — profestas @ 7:29 pm
Tags: ,

 

Maio 12, 2008

The Soaked Lamb no Cabaret Maxime

A palavra retro é muito “moderna” para descrever a música que se vai ouvir no Maxime, quando os The Soaked Lamb subirem ao palco na próxima sexta, dia 16 de Maio.
Imagine-se uma música feita antes da rádio ter sido inventada. Antes de poderem ser feitas gravações. Imagine-se que essa música se chama Blues e vem dos estados do sul. Antes de Chicago e da guitarra eléctrica. Imagine-se os Blues contemporâneos do ragtime, com o cheiro do café e a leveza do algodão. Imagine-se os autênticos Piedmont Blues, misturados com rag, boogie-woogie, swing e gospel. Este é o som dos The Soaked Lamb!
O CD que se promove neste espectáculo foi gravado aos domingos – calmamente, ao longo de mais de um ano – dias esses em que se comia ensopado de borrego e se gravavam blues ainda com o hálito a cravinho, cominhos e vinho. Facto que evidentemente se nota quando  se ouvem as músicas com atenção.
Nem são precisas explicações complementares. É este hálito que a banda quer partilhar – em ambiente acústico – com o público, a quem se pede para não trazer para a sala qualquer artefacto electrónico (pacemakers inclusivé!) que possa interferir com os instrumentos de musico-navegação. Silêncio, que se canta os Blues. Praise the Lord!
Para que nada falte a esta noite, as Produções deLuxe Banana têm ainda a honra de apresentar o duo Miss Scarlett & Carlos, do Cais Sodré Cabaret!, que fará girar o prato da grafonola depois do espectáculo. Com eles, quem sabe – ainda faz parte do segredo dos deuses – se a noite não terá um cheirinho a pó-de-arroz com a presença das nossas delicadas e sensuais retro pin-ups…

sexta . 16 maio 08 . bilhetes € 10,00
cabaret maxime – pç. alegria, 58 em lisboa
abertura de portas 22h00 . espectáculo 23h30
reserva de mesas tel. 213467090 . 967045836 . 916350427

contacto para espectáculos deLuxe e mais informações:
deluxe@banana.com.pt  .  tm 962804368
www.myspace.com/bananaproducoes
www.myspace.com/thesoakedlamb
www.myspace.com/caissodrecabaret

Abril 10, 2008

Steve Smith and Vital Information – Cinema S. Jorge

Filed under: blues,funk,fusão,jazz,soul — profestas @ 9:00 pm
Tags: , , , , ,

steve smith and vital information

The All-Star Soul/Jazz/Funk/Fusion super-group:
Steve Smith, bateria (Steps Ahead/Journey)
Tom Coster, teclados (Santana/Billy Cobham)
Baron Browne, baixo (Jean-Luc Ponty/Billy Cobham)
Vinny Valentino, guitarra (Bill Evans/Jimmy McGriff) 

CINEMA SÃO JORGE
21 ABRIL // 21 HORAS
PREÇO DOS BILHETES:
1ª PLATEIA // 28 EUROS
2ª PLATEIA // 25 EUROS
BALCÃO // 22 EUROS
LOCAIS DE VENDA:
Ticketline (Reservas: 707 234 234 e www.ticketline.pt), Agências Abep e Alvalade, Cinema São Jorge. 

Sites: Vital Information, Steve Smith

Informação Clap/-Box

Março 25, 2008

SKY FEST – Jazz, World Music & Blues

“SKY FEST é um festival multicultural que junta o Jazz, a World Music e o Blues. A decorrer entre 7 e 13 de Abril no Casino Lisboa, SKY FEST promete muita música, cinema, workshops e conferências.

SKY FEST reúne nomes consagrados, bem como impressionantes novos talentos dos 3 universos musicais que serão, seguramente, uma agradável revelação para o público.

SKY FEST oferece uma série de concertos gratuitos assim como a oportunidade de um encontro informal com os artistas. O programa desta primeira edição vai ao encontro dos apaixonados do Jazz, World Music e Blues. Paralelamente, realizar-se-ão workshops de instrumentos musicais etnográficos, bem como conferências direccionadas para o futuro da indústria musical lideradas por conceituados oradores.

james cotton
Programa:
7 Abril
OLISSIPO ELECTRICO (jazz fusão) | Multiusos | 22h30
ROSA NEGRA (world music) |Arena | 23h30

8 Abril
JAZZ ME BROWN (jazz) | Multiusos | 22h30
O’QUESTRADA (fado ska) | Arena | 23h30

9 Abril
DÂNA (world music) | Multiusos | 22h30
THE SOAKED LAMB (blues) | Arena | 23h30
jacinta

10 Abril
JAMES COTTON (blues) | Auditório dos Oceanos | 22h
MADAME GODARD (jazz fusão) | Multiusos | 23h30
NANCY VIEIRA (world music) | Arena | 00h30

11 Abril
GONZALO RUBALCABA e JACINTA (jazz) | Auditório dos Oceanos | 22h
SWEET VANDALS (jazz fusão) | Arena | 23h30
LADY G BROWN & DR. BASTARD (electro world music) | Multiusos | 00h30
nancy vieira

12 Abril
ESTRELLA MORENTE (world music) | Auditório dos Oceanos | 22h
SARA VALENTE (jazz) | Multiusos | 23h30
DEOLINDA (world music) | Arena | 00h30

13 Abril
CANTO DA TERRA (world music) | Multiusos | 22h30
TANGO CRASH (electro world music) | Arena | 23h30

Nota: todos os concertos são de Entrada Livre, excepto os realizados no Auditório dos Oceanos”.

Informação da Uau – Produção de Ideias

Março 10, 2008

Coimbra em Blues – 2008 -13 a 15 de Março

«Coimbra em Blues – Festival Internacional de Blues de Coimbra», de 13 a 15 de Março, numa organização da Direcção Regional da Cultura do Centro e do Teatro Académico de Gil Vicente. 

É a sua sexta edição.

“No primeiro dia os portugueses Dead Combo juntam-se ao nova-iorquino Gary Lucas (“o guitarrista das mil ideias”, segundo o “New York Times”) para apresentarem, em estreia mundial, uma “desgarrada” encomendada pelo festival. Promete.

O dia seguinte presta-se a outras explorações. “Here Is the Blues” é o nome do espectáculo em que a dupla inglesa formada por Billy Jenkins e Steve Morrison se dedica a derivações para duas vozes e duas guitarras. Afrissippi é o nome de um projecto norte-americano que coloca no mesmo saco a música de África e dos EUA.

Depois do blues em modo country e rockabilly de Ruby Ann (coimbrã radicada em França), a cortina do festival fecha com blues na sua forma mais genuína. Do delta do Mississipi vem um dos seus mais activos músicos: Super Chikan (nome verdadeiro: James Louis Johnson). Na bagagem traz o álbum “Sum Mo Chikan”, que lançou no ano passado.

Além dos concertos, o festival propõe a habitual retrospectiva fotográfica sobre as edições anteriores, bem como o visionamento (dia 12), do filme “The Future is Unwritten” (2007), de Julien Temple, um documentário dedicado a Joe Strummer (dos Clash)”.

Organização:

Direcção Regional da Cultura do Centro e Teatro Académico de Gil Vicente

Produção Teatro Académico de Gil Vicente

Director Artístico Paulo Furtado

Apoio Carhartt

Colaboração do Teatro Municipal da Guarda

Março 2, 2008

THE SOAKED LAMB . MUSIC BOX . BLUES COM CHEIRO A CRAVINHO

Filed under: blues — profestas @ 6:17 pm
Tags: , , , ,

The Soaked Lamb é uma banda de roots, com predominância para os blues dos anos trinta e quarenta, e influências do jazz dessa mesma época. É uma banda de seis pessoas: Mariana Lima é a voz principal; Miguel Lima na bateria e percussão; Gito no contrabaixo; Tiago Albuquerque no saxofone, clarinete, concertina e guitarra; Vasco Condessa no piano e órgão; Afonso Cruz na guitarra, banjo, harmónica e voz.

The Soaked Lamb gravaram um CD em casa, aos domingos, na altura em que se comia ensopado de borrego e se tocavam blues – com bocadinhos de swing, ragtime, boogie woogie – ainda com o hálito a cravinho, cominhos e vinho. Facto que evidentemente se nota quando se ouvem as músicas com atenção… embora lá ver e ouvir um grande concerto!

musicbox . rua nova de carvalho, 24 – cais do sodré . lisboa
abertura portas 22h / encerra 06h – bilhete € 8,00 c/oferta de bebida até €3,00
 
outras informações:
producoes@banana.com.pt  .  tm 962804368
www.myspace.com/bananaproducoes

Fevereiro 21, 2008

2º Aniversário do Projecto Marginal

A Projecto Marginal – Associação Cultural comemora, no próximo dia 23 de Fevereiro, o seu segundo ano de actividade, com uma festa de aniversário no Santiago Alquimista.

Num primeiro ano esta associação recuperou, para a cidade de Lisboa, antigos espaços como a Caixa Económica Operária, o Grémio Lisbonense, o Ateneu Comercial de Lisboa ou o Convento das Mónicas com eventos que movimentaram mais de 7000 pessoas.

Neste segundo ano o Projecto Marginal apostou, em promover concertos com as bandas do novo rock português inseridas dentro de eventos ligados ao cinema (Festival de Cinema Indielisboa, lançamento do filme INLAND EMPIRE de David Lynch), festivais multidisciplinares (Festival Táxi) e ainda nas noites de quinta-feira no bar Europa, as Noites Marginal Rock. Mais uma vez, conquistou novos públicos, criou novos conceitos (Grunge Festa, Festa dos Balcãs, Noites Indie) e continua a fazer sucesso nas noites de Lisboa.

Além de tudo isto, a associação lançou a Marginal Aventura, com o objectivo de organizar eventos de desportos radicais e com grande ligação à natureza e ao património cultural das cidades. O seu primeiro evento, um peddy-paper nocturno na zona histórica da Baixa lisboeta, foi um grande sucesso em termos de adesão de participantes e de diversão em noite de Halloween.

Na sala principal do Santiago Alquimista vão desta vez actuar duas bandas portuguesas já com provas dadas, os Born a Lion e os d3o.

Depois de alcançarem um honroso terceiro lugar no pódio do Termómetro Unplugged realizado em Abril de 2006 e de abrirem em Maio o concerto em Portugal dos britânicos Art Brut, os Born a Lion (Marinha Grande) assinaram pela Rastilho Records o contrato para a edição de “John Captain”. Este foi produzido por Marco Jung (Ianasonic, Dapunksportif) e contou com a participação especial de Paulo Furtado (Legendary Tiger Man|Wray Gunn) nas músicas “My Black Horse” (slide-guitar) e “67´Cadillac” (voz). A música dos Born a Lion remete-nos para a paisagem bucólica norte americana, sempre ao longo do curso do Mississipi. Um misto de Johnny Cash, Immortal Lee County Killers, Black Sabbath e Led Zeppelin. Mas não se deixem iludir, os Born a Lion não são mais uma banda que tenta entrar na onda retro por uma questão de moda ou facilitismo.

Em seguida, os d3o, um power trio vindo de Coimbra que bebe inspiração no blues e incendeia os palcos com o seu rock que transpira energia, destila raiva e explode intensidade. A banda de Tony Fortuna (um dos elementos dos extintos Tédio Boys, de onde saíram ainda Paulo “Tigerman” Furtado ou Kaló dos Bunnyranch), encontra-se em tournée para comemorar o lançamento de “The Box”, uma edição especial limitada a 100 exemplares, que inclui os três EPs da banda: “7 Heartbeat Tracks”, “SixPackTrack” e “8 Tracks on Red”.

Para além destas duas bandas, actuarão ainda os djs que estiveram em destaque nas festas do Projecto Marginal no ano de 2007. Todas as vertentes do rock, desde os blues ao punk, das melodias dos eighties ao indie rock actual, passando pelo grunge e o rock alternativo dos anos 90, serão ouvidas nesta noite com os sets de Miss Nicotine, Cantrell e dos New Sonic (R)Evolution. Tudo isto acompanhado pelas imagens da VJ Marta Machado.

Para além de tudo isto, inaugurará a exposição de fotografia de Alípio Padilha, com fotografias dos concertos, festas e outros eventos promovidos pelo Projecto Marginal neste segundo ano de actividade.

Data: 23 de Fevereiro

Local: Santiago Alquimista 

Os bilhetes custam 5 euros e as portas abrem às 23h00.

Sites: Projecto Marginal, d30, Born a Lion, Santiago Alquimista

Informação de Projecto Marginal e Santiago Alquimista

Fevereiro 7, 2008

Irmãs de Sangue – Onda Jazz

Desde 1986, Jean-Marie Machado impõe uma personalidade musical marcada por uma total ausência de compromisso ou de submissão artística. A homenagem a duas mulheres excepcionais – Billie Holliday e Amália Rodrigues – é feita não sob o pretexto de justificar a saída do seu álbum duplo, mas sim fruto de um trabalho apaixonante. Uma cantora de Fado da época salazarista e uma Americana da época da segregação e do Maccarthysmo tornam-se “irmãs de sangue”, exprimindo um sofrimento universal que as aproxima. Seja em solo ou em trio, Machado alimenta-se de um fascínio potente para umas composições brilhantes (Flowers…) ou de releituras esplêndidas (I’m a fool to want you).

Billie Holliday, Amália Rodrigues: duas vozes lendárias que o pianista de origem lusa desejava celebrar há muito tempo.

Blues para Billie Holliday, Fado para Amália Rodrigues. Da mão esquerda à mão direita, das pretas às brancas, Jean-Marie Machado liga na mesma latitude um imenso oceano.

A homenagem guarda o perfume misterioso do Blues e do Fado, que envolve para sempre a silhueta de duas grandes senhoras.

A atmosfera faz-se mais suave, mais felina. Os espaços abrem-se entre os membros do Trio.

Com cúmplices como Jean-Philippe Viret, contrabaixista de carácter e Jacques Mahieux, poderoso baterista conhecido pela sua criatividade, Jean-Marie Machado encontra os meios de voltar à fórmula do trio para afirmar uma identidade.

Jean-Marie Machado está no coração do assunto: feeling e saudades misturados.

Reservas: Fnac, http://www.ticketline.sapo.pt/

Reservas OndaJazz: 21 887 30 64

Dia 8, às 23:00

Entrada: 10€

Dezembro 17, 2007

Roy Ayers Ubiquity – Casino de Lisboa

Filed under: blues,jazz — profestas @ 5:11 am
Tags: , , ,

Integrado nos concertos Arena Live 2007, o Casino de Lisboa apresenta hoje Roy Ayers Ubiquity e o DJ Gilles Peterson. A entrada é gratuita e o espectáculo começa às 22.30.

“Roy Ayers é considerado uma das figuras principais dos movimentos r&b, funk e acid jazz. O lendário vibrafonista americano criou nos anos 70, uma das constelações musicais mais brilhantes de sempre: a Roy Ayers Ubiquity, que se apresenta ao vivo no palco do Casino Lisboa.
Ainda nesta noite, o comando da cabine de DJ, está a cargo de Gilles Peterson, uma referência na origem do acid jazz e da club culture.”

Sites: Roy Ayers, Gilles Peterson, Arena Live 2007

Dezembro 11, 2007

Joel Xavier no Teatro São Luiz

Filed under: blues,experimental,jazz — profestas @ 5:27 pm
Tags: , , ,

13, 14 E 15 DEZ
QUINTA, SEXTA E SÁBADO ÀS 22H00
JARDIM DE INVERNO

O nome Joel Xavier pode (ainda) não ter grande eco em Portugal, afinal ele pouco tem parado por cá. Este guitarrista português, da idade da Revolução dos cravos, como refere com algum orgulho, tem andado por fora, percorrido a Europa, os EUA e as Américas do Sul e Central.

Considerado um dos cinco melhores guitarristas nos EUA, após conquistar o primeiro prémio no concurso de guitarra
NAMM-Show (Los Angeles, EUA), tem percorrido um caminho verdadeiramente inacreditável, trabalhando com algumas das lendas vivas do jazz: de Larry Coryell a Ron Carter, passando por Michel Camilo, Arturo Sandoval, Richard Galliano, Paquito
d’Rivera ou Tomatito entre outros.

Com sete discos gravados, Joel Xavier apresenta agora em concerto, no São Luiz o seu novo projecto, Saravá, composto por originais, inspirados na fusão de ritmos afrobrasileiros com o jazz.

FICHA ARTÍSTICA
Joel Xavier guitarra e voz
Milton Batera percussão
Gustavo Roriz baixo

Co-Produção: SLTM – Luís Xavier Management

PREÇÁRIO €15
• Desconto de 50% para estudantes, menores de 30 anos, maiores de 65 anos, pessoas com deficiência e acompanhante, profissionais do espectáculo.
• Desconto de 30% para grupos de 10 pessoas ou mais.
• Desconto de 20% para protocolos e acordos.

BILHETEIRA
Todos os dias, das 13h00 às 20h00
Rua António Maria Cardoso 38
Tel. 213 257 650
Email: bilheteira.teatrosaoluiz@egeac.pt

Texto do Teatro São Luiz e foto do site de Joel Xavier

Dezembro 10, 2007

Rose Hill Drive no Santiago Alquimista

Filed under: blues,rock,sugestões — profestas @ 12:36 am
Tags: , , , ,

“Os Rose Hill Drive, reconhecidos pela Rolling Stone como uma das 10 bandas a não perder de vista em 2007, são um grupo que combina rock e blues em actuações onde a energia corre desenfreada pelos amplificadores.

A banda construiu uma grande base de fãs na américa devido às explosivas actuações ao vivo, onde nunca se sabe o que vai acontecer a seguir. A qualidade dos espectáculos valeu-lhes convites para actuarem na primeira parte de bandas tão importantes como: The Black Crows; Queens Of The Stone Age; Aerosmith e The Who (com quem se estrearam em Portugal).

O álbum de estreia, homónimo, mantém a potência em estado natural. Produzido por Nick DiDia (que trabalhou com Rage Against The Machine e Pearl Jam), o disco foi gravado sem pro tools, auto-tuning ou truques de estúdio, apenas energia… pura e crua!

Depois da magnífica actuação na primeira parte do concerto dos The Who no Pavilhão Atlântico, onde nada ficaram a dever aos míticos londrinos, os Rose Hill Drive tocam agora no Santiago Alquimista, dia 11 de Dezembro.

Um concerto que promete ser tão intenso que ninguém vai querer perder!”

Informação e cartaz do Santiago Alquimista

Os Rose Hill Drive actuam no Santiago Alquimista no dia 11, pelas 21.30 (abertura das portas às 20.30) tendo como convidados os Komodo Wagon.

Sites: Santiago Alquimista, Rose Hill Drive, Komodo Wagon (site) e no myspace

Site no WordPress.com.