Programa de Festas

Dezembro 6, 2008

Ciclo de Música de Câmara: Trio Jean Paul – Fundação Calouste Gulbenkian

Entre os agrupamentos de câmara de maior prestígio, o Trio Jean Paul opta por uma postura eclética e por uma actividade muito diversificada

trio-jean-paul

Neste recital apresenta-se um dos conjuntos de música de câmara que nos últimos anos mais se têm destacado no panorama musical europeu e internacional, o Trio Jean Paul, agrupamento germânico que nasceu em 1991 e é formado por Eckart Heiligers, Martin Lohr e Ulf Schneider.

Logo após a sua fundação, foram inúmeros os prémios que viriam a receber: em 1993, o Primeiro Prémio no Festival de Osaka; em 1995, também um Primeiro Prémio em Melbourne; e pouco depois a vitória no Concurso de Música Alemã. Naturalmente, a partir destes galardões, a carreira do Trio Jean Paul passou a desenrolar-se nos mais importantes centros musicais e festivais de todo o mundo (Schleswig-Holstein, Lucerna, Braunschweig Classix, Schubertiade de Feldkirch são alguns deles).

O nome do agrupamento constitui uma homenagem ao escritor Jean Paul, o que de imediato sublinhará uma particular afinidade com a música de Robert Schumann – este compositor, de facto, expressou por várias vezes a sua admiração pela obra de Jean Paul, pseudónimo do escritor romântico alemão Johann Paul Friedrich Richter (1763-1825). A actividade do Trio, porém, não se esgota no período romântico, dedicando-se o conjunto, com igual afinco, ao período clássico vienense e também, e não em menor grau, à música contemporânea. A discografia do conjunto prova bem esta afirmação, dado que o Trio Jean Paul já gravou obras de Schumann, E.T.A. Hoffmann, Beethoven, Haydn, Brahms, Roger Smalley, Chostakovich, Wolfgang Rihm e Schönberg. Aliás, refira-se que vários compositores lhes têm dedicado obras. – refiram-se como exemplos os nomes de Brett Dean, Martin Christoph Redel, Michael Denhoff, Gordon Kerry e Albrecht Gürsching.

Paralelamente à sua actividade enquanto trio, o agrupamento tem desenvolvido parcerias artísticas com instrumentistas e maestros de nomeada, entre os quais Hatto Beyerle, do Quarteto Alban Berg, Nikolaus Harnoncourt ou Roger Norrington.

O programa que este agrupamento nos propõe nesta apresentação no Grande Auditório Gulbenkian, em que surgem, lado a lado, obras de compositores de diversas épocas e de várias nacionalidades, é ilustrativo dos alargados interesses musicais do Trio Jean Paul.

No dia 09/12/08, às 19h00 – Grande Auditório – Fundação Calouste Gulbenkian

Eckart Heiligers (Piano)

Martin Lohr (Violoncelo)

Ulf Schneider (Violino)

Joseph Haydn
Trio com piano em Dó maior, Hob.XV:27

Johannes Brahms
Trio com piano N.º 3, em Dó maior, op. 101

Ernest Chausson
Trio com piano em Sol menor, op. 3

PREÇOS:

Plateia A € 20.00
Plateia B € 15.00
Plateia C € 10.00

Fundação C. Gulbenkian

1 Comentário »

  1. é pá.. onde andam? desde dezembro que não dão notícias!
    De um admirador

    Comentar por Rui — Janeiro 15, 2009 @ 11:39 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: